CIDADANIA

Secretaria de Educação do RN repudia atos racistas durante jogos

A Secretaria Estadual de Educação do Governo do Rio Grande do Norte repudiou, por meio de nota, o ato racista praticado na segunda-feira (27) durante partida de basquete dos Jogos da Juventude, no Ginásio Pedro Ciarlini, em Mossoró. “Injúria racial não é mal-entendido, é crime!”, atestou.

No momento em que cobrava uma falta, um adolescente negro foi chamado de macaco, enquanto a torcida emitiu sons imitando o animal.

SAIBA MAIS: Vídeo: Torcida chama adolescente negro de macaco durante jogo de basquete em Mossoró

A nota – assinada pelos coordenadores de esporte e lazer, Júlio Cezar Nunes Junior; do desporto escolar, João Pessoa, e da competição, Francisco Pedro da Silva Neto – informa que foi instaurada sindicância para apuração dos fatos.

A família também tomou providência, ao fazer um Boletim de Ocorrência (BO) na Polícia Civil.

“De forma maldosa, imputa-se aos negros a imagem atrelada aos macacos, animais da ordem dos primatas, a fim de causar impacto pejorativo e de cunho desumano. Atitudes racistas são observadas cotidianamente nos mais diversos segmentos da sociedade, cabendo a estes setores combate-las de forma enfática”, diz a nota.

A Secretaria ressalta também que as competições promovidas pelo órgão têm como justificativa maior a educação através da prática esportiva, “buscando a difusão dos mais diversos valores apregoados para a construção de um mundo melhor e mais pacífico e livre de qualquer tipo de discriminação”.

Confira nota completa:

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Isabela Santos é jornalista e repórter da agência Saiba Mais