CIDADANIA

Sindsaúde/RN pede que servidores estaduais respondam em que data preferem receber salários

O Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Rio Grande do Norte (Sindsaúde/RN) realiza até o dia 10 de agosto uma consulta pública online para saber a opinião dos servidores estaduais, inclusive aposentados, sobre a data que gostariam de receber o salário.

A associação acredita que a maioria não gosta do calendário estabelecido pelo atual governo, que paga os salários ainda dentro do mês trabalhado, com antecipação integral para os agentes das forças de segurança e para todos que ganham até R$ 4 mil para o dia 15.

Nessa mesma data, os servidores que ganham acima de R$ 4 mil recebem 30% do vencimento, com o complemento dos 70% restantes no dia 30, quando também são pagos os servidores dos órgãos que têm arrecadação própria e os da Educação.

Ao assumir o cargo, a governadora Fátima Bezerra (PT) encontrou quatro folhas em atraso deixadas pela gestão de Robinson Faria (PL), dívida próxima a R$ 1 bilhão. Com o objetivo de equilibrar as contas com o pessoal e dar mais segurança aos trabalhadores, anunciou a cada ano um calendário de pagamento.

Para participar da consulta, é preciso preencher formulário online, lançado no dia 11 de julho, com nome completo, número da matrícula, local de trabalho e clicar na opção desejada: receber 100% no final do mês ou continuar recebendo como está.

O Sindicato decidiu realizar a pesquisa após reunião com equipe do Governo do Estado, em que questionou o parcelamento que vem sendo praticado.

“Queremos saber como o servidor/servidora gostaria de receber o salário. Se quer continuar recebendo da forma que está (30% no dia 15 e o restante no final do mês) ou se quer receber 100% no final do mês”, publicou o Sindsaúde/RN, ao comunicar que a consulta foi aprovada na última assembleia da categoria, realizada no dia 22 de junho.

De acordo com a diretora do Sindicato Álclea Costa, a categoria não aguenta mais receber o salário dividido: “Quem está na ativa recebe seu salário e gratificações em quatro vezes e, muitos reclamam porque não conseguem pagar todas as contas. Pagam aos poucos, em pedaços. Para os aposentados é mais difícil ainda porque com o aumento do salário, após o novo PCCR [Plano de Cargos, Carreiras e Remunerações], os descontos do imposto de renda e do Ipern [Instituto de Previdência dos Servidores do Rio Grande do Norte], o que resta é dividido para o fim do mês. A categoria quer receber de forma integral no dia 30”.

De acordo com a sindicalista, a promessa do governo era que após o pagamento dos salários atrasados voltaria a efetuar os depósitos integralmente e isso ainda não aconteceu, já que informou desde o início do ano o calendário de pagamento de 2022.

 

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo