CIDADANIA

UFRN abre teste para covid sem agendamento prévio em quatro campi

Estudantes, professores e funcionários da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) dos campi de Natal, Caicó, Currais Novos e Santa Cruz podem fazer testes rápidos para a COVID-19 sem necessidade de agendamento prévio para comparecimento às unidades de coleta do swab nasal. A testagem está disponível para que está entre o terceiro e sétimo dia de sintomas gripais. Os casos positivos continuam com acompanhamento da Comissão de Monitoramento da Covid-19 na UFRN.

Os testes estão sendo viabilizados a partir de parceria firmada entre UFRN e prefeituras municipais. Em Natal, a testagem está ocorrendo na estrutura montada ao lado da Diretoria de Qualidade de Vida, Saúde e Segurança no Trabalho, das 8h30 às 11h30, por ordem de chegada, em sistema drive-thru e com fila à parte para pedestres.

Em Caicó, a testagem é realizada pela equipe da Secretaria Municipal de Saúde até o dia 8 de julho, das 7h30 às 11h, no Centro de Ensino Superior do Seridó (Ceres) – bloco de aulas A, sala 6. A coleta também deve iniciar nesta semana na Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (Facisa), em Santa Cruz, e na Faculdade de Engenharia, Letras e Ciências Sociais do Seridó (Felcs), em Currais Novos.

De acordo com o reitor da UFRN, José Daniel Diniz Melo, a iniciativa acontece em virtude do contexto atual da pandemia da covid-19, em que se registra o aumento do número de casos nas últimas semanas. “Ao mesmo tempo em que são mantidas as atividades acadêmicas e administrativas presenciais, a Universidade tem estado sempre preocupada com a saúde das pessoas. Nesse sentido, as ações já recomendadas no Protocolo de Biossegurança da UFRN foram intensificadas com a disponibilização de testes sem a necessidade de agendamento, a fim de possibilitar o afastamento imediato dos casos positivos”, destacou.

Daniel Diniz ressalta ainda a importância da vacinação completa, com as doses de reforço, e a recomendação do uso de máscara, especialmente em ambientes fechados. “Com essas medidas, esperamos evitar ações mais restritivas para a continuidade das nossas atividades”, finaliza.

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo