Candidatura de Rogério Marinho é a que mais recebe doação de empresários no RN
Natal, RN 20 de jun 2024

Candidatura de Rogério Marinho é a que mais recebe doação de empresários no RN

30 de agosto de 2022
4min
Candidatura de Rogério Marinho é a que mais recebe doação de empresários no RN

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O ex-ministro e candidato a senador Rogério Marinho (PL) é o candidato que mais recebeu doações de empresários na eleição do RN até esta terça-feira (30), de acordo com as prestações de contas apresentadas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ele já somou R$ R$ 972.210,00. A título de comparação, o deputado estadual Ezequiel Ferreira (PSDB) é o segundo com maior receita advinda de doações privadas, com R$ 209 mil, quase cinco vezes menos do que o adquirido por Rogério. 

A depender do cenário atual, Marinho deve figurar novamente entre os candidatos a mais gastar nas eleições e manter a tradição da última campanha. Em 2018, ele obteve 59.961 votos quando tentava renovar o mandato de deputado federal, e ainda assim não conseguiu continuar na Câmara mesmo sendo o segundo candidato que mais gastou, de acordo com dados oficiais do TSE.

Entre seus doadores para 2022, figuram empresários conhecidos. O candidato tem como receitas, ao todo, R$1.972.210,00 até o momento para fazer campanha, sendo R$ 1 milhão do Fundo Especial do PL. A maior doação privada é de Sérgio Henrique Andrade de Azevedo, filho do empresário Flávio Azevedo, que é o primeiro suplente de Marinho. Outros doadores e empresários conhecidos são os irmãos Rocha: Flávio, Lisiane e Elvio Gurgel Rocha já repassaram R$ 66 mil cada um. A família é proprietária da Riachuelo, uma das maiores redes de loja do país. Há ainda Rubens dos Santos, que repassou R$ 200 mil. Ao todo, são 45 doações individuais recebidas pelo ex-ministro, incluindo um valor simbólico transferido para ele mesmo.

Ex-ministro do Desenvolvimento Regional do governo Bolsonaro, Marinho ganhou destaque na última legislatura como deputado federal, quando foi relator da reforma trabalhista proposta pelo governo de Michel Temer (MDB). Na proposta aprovada,  foram alterados cerca de cem pontos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), a partir de reivindicações do empresariado brasileiro. A reforma ainda trouxe a jornada de trabalho intermitente, sem garantia de jornada fixa, e aumentou a terceirização

Puxado pela receita de Rogério, o PL também aparece como a sigla que mais recebeu doações privadas de campanha no Rio Grande do Norte. A legenda de Jair Bolsonaro, presidida no Estado pelo deputado João Maia, acumulou R$ 1.064.039,24 só em doações de pessoas físicas.

Já o segundo partido com mais recebimentos de doações privadas é o PSDB. O partido do presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira, já recebeu até o momento R$ 757.874,95, sendo o próprio Ezequiel o destinatário do maior recebimento privado entre os candidatos da legenda. Completa o top 3 o Solidariedade, partido do candidato a governador Fábio Dantas, com uma receita advinda de doações privadas acumulada em R$ 679.448,65.

Nacionalmente, o PL também tem a preferência de grandes empresários, que já doaram quase R$ 22 milhões para o partido no Brasil inteiro. No ranking dos super beneficiados, a sigla só perde para o neoliberal NOVO, que já recebeu cerca de R$ 26 milhões. 

PSB é o mais rico da eleição, turbinado por Fundo Partidário e Eleitoral

Já entre todos os tipos de doação, considerando públicas e privadas, o mais rico do Rio Grande do Norte é o PSB do deputado Rafael Motta, que agora concorre ao Senado e disputa a única vaga do RN com Marinho e Carlos Eduardo (PDT).

Se os socialistas patinam nas doações de pessoas físicas (apenas R$ 6 mil), os fundos de campanha do TSE colocam a legenda em outro patamar com mais de R$ 9 milhões advindos dos diretórios estaduais e nacional do PSB. Em seguida aparecem o MDB, com R$ 48 mil de origem privada e R$ 9,1 milhões de origem pública. O partido da governadora Fátima Bezerra (PT) também aparece bem e é o terceiro com mais receita de campanha: R$ 126 mil privado e R$ 7,5 milhões público. 

O PL aparece em sétimo no ranking geral. Além do R$ 1.064.039,24 vindos de pessoas físicas, são mais R$ 2,8 milhões de receita pública.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.