Depois de saldo negativo entre 2015 e 2018, RN gera quase 40 mil empregos formais durante governo Fátima
Natal, RN 13 de abr 2024

Depois de saldo negativo entre 2015 e 2018, RN gera quase 40 mil empregos formais durante governo Fátima

30 de agosto de 2022
2min
Depois de saldo negativo entre 2015 e 2018, RN gera quase 40 mil empregos formais durante governo Fátima

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Entre os anos de 2015 e 2018, o Rio Grande do Norte teve um saldo negativo com o fechamento de 21.500 postos de trabalho formal, ou seja, com carteira assinada. A situação começou a ser revertida no período seguinte, entre janeiro de 2019 e julho de 2022, quando foram gerados 39.931 vagas de emprego com carteira assinada, durante a gestão da atual governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT). Os dados são do Novo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), dispositivo utilizado pelo Ministério Do Trabalho para monitorar a situação do emprego formal no país.

Entre os meses de janeiro e julho deste ano, foram realizadas 112.692 admissões e 104.416 desligamentos no estado, resultando num saldo positivo de 8.276 postos de trabalho com carteira assinada. Apenas no mês de julho, foram 2.458 novas carteiras assinadas no Rio Grande do Norte. Os dados foram lembrados pelo Secretário Estadual do Planejamento e das Finanças, Aldemir Freire:

https://twitter.com/aldemirrn/status/1564535616276144128

Em todo o Brasil, foram abertos 218.902 novos postos entre janeiro e julho deste ano. Os setores que mais cresceram foi o de serviços (81.873 vagas), indústria (50.503), comércio (38.574), construção (32.082) e agropecuária (15.870). São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro estão entre os estados que abriram mais vagas. Alagoas foi o único a apresentar um saldo negativo no período e Sergipe, Roraima e Acre estão entre as unidades da federação que menos cresceram em número de vagas de trabalho formal.

Setores que mais cresceram I Imagem: reprodução Caged

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.