DEMOCRACIA

Isolda Dantas usa críticas sobre sua voz em jingle: “nada vai nos calar”

Entre os ataques machistas que a deputada estadual Isolda Dantas (PT) sofreu, destacam-se os que se referem ao seu tom de voz. Por isso, o jingle da campanha para 2022, de Romero Oliveira, remete à fala da parlamentar feminista.

“(…)se fala bem alto é porque
Sua voz é de uma multidão que ecoa(…)”

Em outubro de 2021, durante reunião da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, o deputado Galeno Torquato (PSD) bradou para a colega: “fale baixo” e ainda “não venha com vitimismo e ideologia de gênero”.

De acordo com a candidata, a intenção é disputar ideias e despertar ousadia de nadar contra a hegemonia. Por isso, a nossa música principal da campanha tenta trazer as ideias pro debate: “A música é política também”.

“Quando conversamos com Romero sobre o que foi nossos quase 4 anos de mandato aprovando tantas leis importantes pras mulheres, rurais, LGBTIs, negros e negras, na defesa da classe trabalhadora e enfrentando o machismo diário porque não suportaram ver uma feminista que não se dobra ocupando um lugar de decisão, o episódio em que respondemos ao deputado que nos mandou falar baixo se destacou”, comentou Isolda.

“A música de Romero trouxe muitos gritos dos quais tenho a imensa responsabilidade e orgulho de ser porta voz: O grito por igualdade, por direitos, pra sermos felizes de novo, sem medo. Por isso sigo falando alto nas ruas, roçados e também o parlamento”, concluiu, acrescentando que disputar as eleições é apenas uma das ferramentas pra transformar a realidade: “Quando a gente disputa eleição não é apenas sobre voto. É sobre mentes e corações”.

Confira letra e música:

Meu Rio Grande hoje tem Norte
E a força de um Rio ninguém pode parar
Você sabe muito bem como é
Acredite quando eu disser
Com você renovo a esperança em mim

Ela é deputada, é mulher, é valente
Ela é mãe, ela é professora
E se fala bem alto é porque
Sua voz é de uma multidão que ecoa
Um grito que exige respeito,
Justiça por nós
Toda vez que escuto Isolda
Eu sinto que ouço minha própria voz

Vou seguir pelo Rio Grande
Ao lado de quem levanta a voz sem temer
Pra defender nosso direito
De ser feliz de novo
Quem nunca abandonou
O povo jamais será esquecida
E eu canto:
Nada vai nos calar
Juntos somos um só
Com você nosso Rio Grande é maior

 

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Isabela Santos é jornalista e repórter da agência Saiba Mais