DEMOCRACIA

Justiça eleitoral julga improcedente segunda representação do partido de Bolsonaro contra Fátima Bezerra e Carlos Eduardo

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte, nesta terça-feira (2), julgou improcedente a segunda representação proposta pelo Diretório Estadual do Partido Liberal (PL/RN) contra a governadora Fátima Bezerra (PT), que pretende se reeleger nas Eleições 2022, e o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves (PDT), pré-candidato ao Senado.

No dia 11 de julho, a corte já havia analisado representação similar, referente a conteúdo veiculado no perfil de Carlos Eduardo no Instagram. As postagens são praticamente iguais, com vídeos de críticas à gestão de Jair Bolsonaro e o ex-ministro potiguar Rogério Marinho.

A publicação do dia 7 de julho destaca que o Brasil voltou ao mapa da fome, com 15 milhões de pessoas em insegurança alimentar, durante o governo Bolsonaro:

⚠️ O desgoverno de Bolsonaro, com seu fiel escudeiro, deixa marcas no país que serão difíceis de serem esquecidas. 😥

Retornamos ao mapa da fome da ONU. Três em cada dez brasileiros não tem certeza se conseguirão comer todos os dias. Como se não fosse suficiente, outros 15 milhões passam fome diariamente. 😔

Regredimos uma longa jornada de progresso em 4 anos. Essa situação não pode continuar assim!

A decisão entende que as críticas ao atual governo federal são democráticas e não há ilegalidade em expor indicadores socioeconômicos, não havendo mentiras nem configurando propaganda antecipada.

Veja vídeo publicado:

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Isabela Santos é jornalista e repórter da agência Saiba Mais