OPINIÃO

Por que não saí candidata nas eleições 2022?

Aline Juliette

Gostaria de escrever uma carta afetuosa e cheia de gratidão por cada pessoa que me perguntou se eu seria candidata à deputada neste ano, tendo em vista o reconhecido trabalho político de renovação que apresentamos à cidade de Natal em 2020, quando me candidatei à vereadora e somamos 2.193 votos.

O nosso nome esteve à disposição do Partido dos Trabalhadores e não me recusaria a encarar a missão de compor a chapa de candidatas da Federação formada pelo PT, PCdoB e PV. Mas na conjuntura atual, em diálogo com os companheiros e companheiras que apoiam nosso projeto político, definimos quais seriam as nossas prioridades, e percebemos que poderíamos contribuir mais nesse momento trabalhando em prol do PT e da federação para a construção de uma forte bancada no Legislativo, e, claro, pela reeleição da Governadora Fátima Bezerra.

O momento político que nosso país atravessa exige de nós o empenho necessário para varrer o fascismo para fora das instituições, a começar pela Presidência da República. Eleger Lula presidente representa uma das mais importantes batalhas que os brasileiros irão enfrentar para a sustentação das bases democráticas estabelecidas pela Constituição.

Enquanto isso, seguimos na luta, sempre acumulando aprendizados que poderão nos fortalecer para novos desafios nas urnas muito em breve.

Obrigada, e vamos juntas construir a sociedade com que sonhamos!

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Aline Juliete de Abreu é advogada, Mestra pelo Programa de Pós-Graduação em Estudos Urbanos e Regionais (UFRN), feminista negra e ativista pelos direitos humanos