RN tem 10 casos confirmados de varíola dos macacos e pelo menos 14 municípios com suspeitos
Natal, RN 24 de abr 2024

RN tem 10 casos confirmados de varíola dos macacos e pelo menos 14 municípios com suspeitos

15 de agosto de 2022
3min
RN tem 10 casos confirmados de varíola dos macacos e pelo menos 14 municípios com suspeitos

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O mais recente boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap), divulgado nesta segunda-feira (15), aponta que o Rio Grande do Norte tem 10 casos confirmados de varíola dos macacos (monkeypox) e outros 45 suspeitos e um classificado como “provável” em 14 municípios.

A Sesap confirma que já existe transmissão comunitária. Dos casos confirmados, seis foram em Natal, três em Parnamirim e um em Mossoró. Um deles tem entre 21 e 30 anos; 4 são de pessoas entre 31 e 40 anos; outros 4 estão na faixa etária entre 41 e 50 anos; e 1 caso é de indivíduo de 51 a 60 anos. O sexo não foi divulgado.

Até agora, 15 casos que eram considerados suspeitos foram descartados. Há suspeitos ainda em Angicos (1), Extremoz (4), Jandaíra (4), Lagoa de Pedras (1), Macaíba (1), Marcelino Vieira (1), Montanhas (1), Natal (21), Nova Cruz (1), Parnamirim (3), Riachuelo (1), São Gonçalo do Amarante (3), São Rafael (1), Tibau do Sul (1) e ainda um caso de um turista que reside em Portugal.

Como prevenir a varíola dos macacos:
- Evitar contato com pessoas infectadas ou suspeitas;
- Higienizar as mãos com frequência, com água e sabão ou álcool;
- Usar máscaras de proteção.

Macacos não transmitem a doença

Nesta segunda-feira, o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente – Idema, por meio do Parque Estadual Dunas do Natal “Jornalista Luiz Maria Alves” divulgou texto esclarecendo que, apesar do nome, a "varíola dos macacos" nada tem a ver com os primatas. O esclarecimento foi dado pela Sociedade Brasileira de Primatologia e reforça que a doença é transmitida entre pessoas.

O alerta é para que a população busque informações sobre a doença e não cometa maus tratos com os animais, que não são reservatórios desse vírus.

A varíola dos macacos é uma doença causada pelo vírus “monkeypox”, pertencente à mesma família do vírus que causava a varíola - uma doença que foi extinta na década de 80. Com o avanço da varíola dos macacos no mundo, informações falsas têm circulado, e uma delas é que a matança dos primatas pode ajudar na erradicação da doença.

Os biólogos do Idema solicitam que ao avistar algum macaco doente ou morto, as pessoas avisem aos órgãos de saúde do seu município.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.