RN terá 38 recenseadores treinados para atuação em áreas indígenas 
Natal, RN 21 de abr 2024

RN terá 38 recenseadores treinados para atuação em áreas indígenas 

11 de agosto de 2022
3min
RN terá 38 recenseadores treinados para atuação em áreas indígenas 

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Dos 2.931 recenseadores que vão atuar no Rio Grande do Norte no censo de 2022, 38 serão treinados, especificamente, para atuar em áreas indígenas. Nesta quarta (10), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) já fez um primeiro encontro com lideranças do povo indígena Mendonça, no município de João Câmara. 

Essa formação vai possibilitar que esses recenseadores, de fato, estejam capacitados para abordar esses territórios, trazendo um dado real. Consecutivamente, isso vai gerar dados oficiais que vão resultar em implementação de políticas públicas para as nossas comunidades tradicionais”, avalia Dioclécio Bezerra da Costa, Cacique da Comunidade Santa Terezinha, localizada na área do povo Mendonça, na região do Mato Grande. 

Dos quatro recenseadores que vão trabalhar na área do povo Mendonça, dois nasceram e continuam morando no local. É o caso de Amanda, que tem 18 anos e é estudante de Educação Física.

Além de mostrar o quantitativo da população do território Mendonça, o Censo vai tornar visível a cultura, a vivência dessas pessoas”, comenta Amanda da Silva, que além de retratar a própria realidade, também vai fazer o Censo da Comunidade Marajó.  

Amanda da Silva, recenseadora indígena

Outra novidade, é que os povos indígenas poderão declarar até três línguas faladas no questionário. As mudanças no Censo 2022, para os povos indígenas, é resultado de uma luta de anos. 

Quando o IBGE dá início à coleta de dados em todo o Brasil, ele está, de fato, trazendo o propósito de retratar o Brasil em todas as suas dimensões. Todos os povos e todos os segmentos demográficos”, ressalta Damião Ernane de Souza, chefe do IBGE no Rio Grande do Norte. 

Para a definição da área de cobertura que será percorrida pelos recenseadores, também é levado em consideração o local de moradia dos entrevistadores, até para que ele conheça melhor a região e seja reconhecido pelos moradores do local, independentemente de ser ou não indígena. 

Menor população indígena do Brasil 

No último Censo realizado no ano de 2010, o Rio Grande do Norte aparecia como o estado do país com o menor número de população indígena. Enquanto o país tinha 896.917 pessoas indígenas, essa população no RN era de 2.597 pessoas. 

Para o IBGE, são consideradas indígenas as pessoas que se autodeclaram como tal, sem a necessidade de qualquer outro tipo de comprovação. 

Comunidades Indígenas no RN 

Sagi/ Trabanda (Baía Formosa/ RN)

Katu (Canguaretama e Goianinha/ RN)

Tapará (Macaíba/ RN)

Lagoa do Mato (Macaíba/ RN)

Ladeira Grande ((Macaíba e São Gonçalo do Amarante/ RN)

Amarelão (João Câmara/ RN)

Assentamento Santa Terezinha (João Câmara/ RN)

Serrote de São Bento (João Câmara/ RN)

Marajó (João Câmara/ RN)

Açucena (João Câmara/ RN)

Cachoeira (João Câmara/ RN)

Caboclos do Assu (Assú/ RN)

Tapuia Payacu (Apodi/ RN)

Mendonça em Natal (Natal/ RN)

Rio dos Índios (Ceará-Mirim/ RN)

Warao (Natal/ RN)

Warao (Mossoró/ RN)

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.