CIDADANIA

Sem médicos, insumos e ameaça de fechamento de unidade de saúde, moradores protestam em Felipe Camarão

Protesto em Felipe Camarão I Foto: cedida

Moradores do bairro e servidores da Unidade Mista e da Unidade de Saúde da Família do bairro de Felipe Camarão, em Natal (RN), se uniram na manhã desta segunda (15) para fazer um protesto contra o sucateamento e possível fechamento das unidades.

O grupo denuncia que uma série de problemas vêm se acumulando, sem que qualquer providência seja adotada pela Secretaria Municipal de Saúde da capital. O laboratório, por exemplo, teve a escala de atendimento reduzida há cerca de quatro meses, quando o número de exames de sangue passou de 70 por dia para cerca de 60 por semana.

Protesto em Felipe Camarão I Foto: cedida
Foto: cedida

Também há falta EPI’s (Equipamentos de Proteção Individual) para atendimento à população na Unidade de Saúde Mista, medicamentos e até médicos na Unidade de Saúde da Família. Os trabalhadores da saúde já haviam denunciado problemas estruturais do local, quando a direção do Sindsaúde/ RN visitou as duas unidades no dia 20 de julho. Na ocasião, foram constatadas infiltrações dentro e fora dos prédios, falta de ventilação e ar condicionado nas salas de atendimento, mofo nos ambientes e presença de objetos que acumulam água das chuvas na área externa das unidades, servindo como possíveis focos de dengue.

Além disso, as áreas externas das unidades estavam tomada por uma grande vegetação, criando assim, um ambiente propício para a proliferação de insetos e outros animais. Também foi constatada a presença de esgoto e saídas de água irregulares.

A Agência Saiba Mais entrou em contato com a assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Saúde de Natal para saber sobre a possibilidade de fechamento das unidades e perguntar sobre os demais problemas apontados por servidores e moradores do bairro, mas não obtivemos resposta até a publicação desta matéria.

Protesto em Felipe Camarão I Foto: cedida
Protesto em Felipe Camarão I Foto: cedida
Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo