CIDADANIA

Suspeito de estuprar criança em banheiro de shopping de Natal cumpria pena em regime aberto pelo mesmo crime

Coletiva de imprensa sobre caso de garoto de 10 anos estuprado em banheiro de shopping I Imagem: reprodução

Luiz Augusto Cavalcante Vale, de 42 anos, suspeito de ter praticado o crime de estupro de vulnerável contra um menino de 10 anos, num shopping da zona sul de Natal no dia 09 de julho, estava cumprindo pena em regime aberto pelo mesmo crime, no mesmo estabelecimento comercial. Com ao novo caso, ele está preso preventivamente e a regressão ao regime fechado ocorrerá quando a vara de execução penal tomar conhecimento. Luiz já havia sido condenado em 2012 e 2015 por estupro de vulnerável, só que contra dois adolescentes, de acordo com os investigadores da Delegacia Especializada na Defesa da Criança e do Adolescente (DPCA), que fizeram uma entrevista coletiva na manhã desta segunda (01) para dar detalhes do caso.

Ele nega a autoria dos crimes, desse de 2022 e os do passado. Falou que sempre foi injustiçado. Mas, com relação a esse fato de 2022 ele admite que é ele que aparece nas imagens e admite que trocou de camisa, com a alegação de que estava suado. Mas negou que tenha praticado o crime dentro do banheiro”, revelou a delegada Igara Rocha, titular da DPCA.

Ainda segundo a delegada, o suspeito teria ameaçado a criança de 10 anos de morte e sequestro para obrigá-la a praticar sexo oral no banheiro do shopping. Pelo registro das câmeras, Luiz Augusto passou 32 minutos dentro do banheiro. Depois que as imagens do suspeito foram divulgadas pela Polícia Civil no dia 28 de julho, outras duas famílias já procuraram a delegacia e denunciaram que o suspeito também teria estuprado seus filhos.

Luiz Augusto Cavalcante Vale - Foto Divulgação Polícia Civil
Luiz Augusto Cavalcante Vale – Foto Divulgação Polícia Civil

No momento da prisão, no dia 29 de julho, o suspeito estava com bagagem pronta e sacando dinheiro numa agência bancária no bairro de Lagoa Nova. À polícia, ele disse que pretendia visitar parentes no interior e que não tinha a intenção de fugir.

Nos próximos dias, a Polícia Civil vai se reunir com proprietários de estabelecimentos comerciais para orientar seguranças a como proceder, caso identifiquem comportamentos suspeitos.

A recomendação é de jamais deixar crianças desacompanhadas ou irem sozinhas ao banheiro porque nesses locais com muito fluxo de crianças e adolescentes, há abusadores. Também é importante conversar com os filhos para que, no caso de se tornarem vítimas, contem o ocorrido aos pais para que eles procurem a delegacia o quanto antes”, alerta a delegada.

Imagens de suspeito de estupro de menino em banheiro de shopping I Vídeo: Polícia Civil

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo