Unimed Natal cobra mensalidade de cliente que já faleceu 
Natal, RN 16 de jun 2024

Unimed Natal cobra mensalidade de cliente que já faleceu 

10 de agosto de 2022
4min
Unimed Natal cobra mensalidade de cliente que já faleceu 

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Cerca de um mês depois de perder o filho Luís Felipe Fernandes Freire, de 23 anos, vítima de um infarto fulminante, Aldemir Freire, pai do jovem e Secretário de Estado do Planejamento e das Finanças do Estado do Rio Grande do Norte, foi surpreendido com a cobrança de uma mensalidade do plano de saúde de Luís Felipe. O cancelamento do serviço havia sido solicitado à Unimed Natal cinco dias depois do falecimento do jovem, constatado no dia 07 de julho. 

Em suas redes sociais, Aldemir fez um desabafo sobre a insensibilidade da operadora que o obrigou a ouvir, "aos prantos", um longo texto sobre a impossibilidade de cancelar o contrato, apesar da perda do filho. Com a chegada da mensalidade, Aldemir Freire foi obrigado a entrar novamente em contato com a operadora para tentar resolver a questão. 

Cada ligação ou email que a @unimednatal me obriga a fazer para tratar desse assunto é como se eu estivesse revivendo novamente a morte do meu filho. Me desculpem utilizar o Twitter para isso. Mas isso me fez desmoronar”, lamentou. 

Nos comentários da postagem, a operadora foi muito criticada pelos internautas. 

Postagem de Aldemir Freire sobre cobrança de plano de saúde de filho que faleceu I Imagem: reprodução
Aldemir Freire e família I Foto: reprodução redes sociais
Na foto de Aldemir Freire com a família, Luís Felipe está de óculos I Foto: reprodução redes sociais

O outro lado 

A Agência Saiba Mais entrou em contato com a Unimed Natal, que afirmou que a Central de Atendimento ao Cliente está em contato com Aldemir Freire para resolver a demanda.  Segundo a operadora, uma nova fatura sem a cobrança da mensalidade do filho falecido está sendo reenviada. Além disso, a Unimed Natal explica que o problema foi provocado por contratempos, já que a exclusão de dependentes não é realizada por telefone, mas por email, para que os clientes não precisem se deslocar até a unidade. Confira a nota na íntegra: 

“A Central de Atendimento ao Cliente está, neste momento, em contato com ele para resolver a demanda. Tivemos alguns contratempos nesse fluxo porque a exclusão de dependentes não é realizada por telefone, somente a exclusão total do plano. A alternativa de realizar o procedimento pelo e-mail [email protected] visa proporcionar maior comodidade ao cliente para que não precise se deslocar. A fatura do plano de saúde dele já está sendo reenviada com a exclusão do dependente a partir da data do óbito. A Unimed Natal lamenta o transtorno, se solidariza com a família em sua perda e está providenciando os ajustes necessários para que não volte a ocorrer”. 

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.