Aplicativo quer agilizar processo de doação de leite materno no RN
Natal, RN 21 de jun 2024

Aplicativo quer agilizar processo de doação de leite materno no RN

5 de setembro de 2022
6min
Aplicativo quer agilizar processo de doação de leite materno no RN

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O número de doadoras de leite materno, que era de 1.794 nos primeiros seis meses de 2021, passou para 2.091 no primeiro semestre de 2022, segundo levantamento da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), realizado à pedido da Agência Saiba Mais. No entanto, apesar do aumento de doadoras nesse período, os bancos de leite humano continuam com o conhecido problema de baixa no estoque.

Para atender aos recém-nascidos da Maternidade Escola Januário Cicco, em Natal, por exemplo, são necessários 10 litros de leite materno todos os dias. Porém, com um estoque de 22 litros nessa última sexta (02), a direção da instituição estava na situação limite de ter, apenas, reserva suficiente para alimentar os bebês internados na unidade até este domingo (04).

O leite materno é doado pelas mães que estão amamentando e produzem leite em quantidade superior àquela que é consumida por seu bebê. Esse leite é fundamental, principalmente, na recuperação de bebês prematuros. Atualmente, o Rio Grande do Norte conta com seis bancos de leite humano: na Maternidade Escola Januário Cicco, em Natal; no Hospital Central Coronel Pedro Germano (Hospital da Polícia), também na capital potiguar; no Hospital Dr. José Pedro Bezerra (Hospital Santa Catarina), em Natal; no Centro de Saúde Reprodutiva de Mossoró; no Hospital do Seridó, em Caicó; e no Hospital Maternidade Divino Amor, em Parnamirim.

Além de poderem fazer a doação através de coleta domiciliar, quando um motoqueiro vai buscar o frasco de leite na casa da doadora, nos bancos de leite citados acima, as mães também contam com o auxílio de profissionais que  dão orientação sobre a amamentação do bebê e a coleta para a doação do leite materno.

No momento, há três postos de coleta no estado que podem receber as doações:  a Maternidade Dr. Leide Morais, em Natal; a Maternidade Almeida Castro, em Mossoró; e o Hospital Universitário Ana Bezerra, em Santa Cruz. As doações realizadas nos postos de coleta são enviadas para os bancos de leite para processamento.

Banco de Leite da Maternidade Escola Januário Cicco I Foto: Cícero Oliveira
Banco de Leite da Maternidade Escola Januário Cicco - UFRN I Foto: Cícero Oliveira

APLICATIVO

Para evitar perdas nesse processo, a pesquisadora e aluna de doutorado do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia da Universidade Potiguar (PPGB/UnP), Luzia Menezes, criou um aplicativo que propõe substituir os atuais processos manuais e facilitar a interação entre possíveis doadoras e receptoras.

Para o projeto, Luzia Menezes analisou as atividades desenvolvidas no Hospital e Maternidade Divino Amor. Por lá, assim como em outras unidades hospitalares, ela observou que os processos atualmente utilizados para bancos de leite ainda são manuais, com uso de comunicação por telefone em horário comercial, cadastro por meio de fichas impressas e controle em planilhas que não são eletrônicas.

"Isso foi essencial para direcionar as oportunidades de melhorias evidenciadas e para obtermos impactos positivos nos processos de trabalho, no serviço oferecido e, consequentemente, na quantidade e qualidade de leite doado”, detalha a pesquisadora, que iniciou o projeto em junho de 2022 e pretende lançá-lo até o primeiro semestre de 2023.

O orientador da pesquisa, o professor doutor Ricardo Cobucci, ressalta que a ferramenta tecnológica pode resultar, dentre outras coisas, na qualidade do leite humano doado.

"O aplicativo pode impactar positivamente a saúde pública, pois busca trazer melhorias nos processos de coleta, avaliação da qualidade e pasteurização do alimento doado", avalia Cobucci.

A ideia é de, também, facilitar a captação de novas doadoras, segundo o coorientador da pesquisa, professor doutor Jan Erik.

"O aplicativo terá, também, a finalidade de facilitar o cadastro dos doadores e dos que precisam do leite em um mesmo aplicativo. Dessa forma, cria-se uma rede de apoio, sendo mais uma facilidade para doação de leite materno”, destaca.

Durante a pandemia da covid-19, alguns bancos tiveram seus estoques zerados, tanto pela falta de profissionais, já que alguns adoeceram, quanto pela queda no número de doadoras, uma baixa que variou entre 30% e 40%.

PARCERIAS

Para dar continuidade ao projeto, foi iniciada uma parceria de cooperação de desenvolvimento do sistema com o Instituto Metrópole Digital da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (IMD/UFRN), por meio da professora doutora Anna Giselle, e com o Departamento de Fisioterapia da UFRN, na área de Saúde da Mulher, por meio da professora doutora Maria Thereza Micussi.

Com a conclusão do desenvolvimento do aplicativo, o próximo passo será registrá-lo em programa de computador e, então, buscar novas parcerias para custear a implantação do sistema que, inicialmente, será aplicado no banco de leite do município de Parnamirim, localizado na região metropolitana de Natal.

LOCAIS PARA DOAÇÃO:

Maternidade Escola Januário Cicco – Natal: (84) 3342-5800

Hospital Central Coronel Pedro Germano (Hospital da Polícia) – Natal: 3232-3664

Hospital Dr. José Pedro Bezerra (Hospital do Santa Catarina) – Natal: 3232-7728

Centro de Saúde Reprodutiva de Mossoró: 3315-3471

Hospital do Seridó – Caicó: 3421-2018

Hospital Maternidade Divino Amor – Parnamirim: (84) 3272-4367

POSTOS DE COLETA

Maternidade Dr. Leide Morais – Natal

Maternidade Almeida Castro – Mossoró

Hospital Universitário Ana Bezerra – Santa Cruz

DADOS SOBRE DOAÇÕES DE LEITE MATERNO

2021

Janeiro: 281 doadoras/ 576 receptoras

Fevereiro: 276/ 505

Março: 294/ 513

Abril: 319/ 562

Maio: 290/ 569

Junho: 334/ 522

TOTAL: 1.794 DOADORAS/ 3.247 RECEPTORAS

2022

Janeiro: 320 doadoras / 735 receptoras

Fevereiro: 313/ 681

Março: 348/ 765

Abril: 346/ 736

Maio: 374/ 779

Junho: 390/ 713

TOTAL: 2.091 DOADORAS/ RECEPTORAS: 4.409

Dados: Sesap/ RN

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.