CULTURA

“Há uma pátria a ser libertada e é pelo amor que venceremos”: Thiago Medeiros lança quarto livro de poemas

Os 15 anos de trajetória artística do poeta, ator e produtor potiguar Thiago Medeiros serão celebrados com o lançamento do livro “Quanto Mar Cabe no Sal da Lágrima”. A obra, lançada virtualmente em janeiro de 2021, ganha edição especial com revisão do autor em evento presencial no próximo dia 9 de setembro, às 18h30, no Sebo Urubu, no bairro de Cidade Alta.

Este é o quarto livro de poemas de Thiago Medeiros. A obra tem direção de arte de Rita Machado e capa de Creety, numa realização da Unilivreira em parceria com o Selo Independente Insurgências Poéticas e Giro Selo Editorial.

A obra foi escrita durante a pandemia da Covid-19 e num momento delicado para o autor, quando perdeu a sua mãe. Os poemas apresentam um Thiago mais intimista, escrevendo sobre saudade e esperança, como o poema que encerra o livro “há uma pátria a ser libertada e é pelo amor que venceremos”.

A segunda edição do livro, além de poemas inéditos, traz poemas escolhidos pelo autor dos títulos anteriores: “Ardência”, 2021; “Meio-Dia”, 2018 e “Para Eu Parar de Me Doer”, 2016.

Na programação, além do lançamento do livro, estão previstas conversa com o editor do livro Aluísio Azevedo, o Sarau Insurgências Poéticas, exposição de Rita Machado e Creeaty e show da cantora Valéria Oliveira.

Celebrar, agradecer e abraçar

Thiago Medeiros iniciou sua trajetória artística em 2007, no projeto social ArteAção, desenvolvido pela Casa da Ribeira, na escola em que o autor estudava à época, o Atheneu Norte-Riograndense. Foi no palco da Casa que o ator estreou junto com mais 30 jovens de escolas públicas no espetáculo “Uma História de Lenços e Ventos” do dramaturgo argentino Ilo Krugli. Participando ainda de cinco produções junto com o grupo de teatro da Casa da Ribeira.

Em 2010, criou o seu grupo de teatro “Para Eu Parar de Me Doer”, realizando espetáculos teatrais com foco na dramaturgia poética, entre eles, “Memórias do Alecrim”, em 2015 e “João ou Eu Só queria ver os Pássaros”, em 2016; ano em que criou junto com outros artistas o Sarau, Coletivo Artístico e Selo Editorial Independente “Insurgências Poéticas”.

Autor dos títulos “Para Eu Parar de Me Doer” (Caravela Selo Cultural); “Meio-Dia” (Selo Insurgências Poéticas/2018), a edição contou ainda com poemas de autores que ainda não haviam publicado em livro, tais como Gessyka Santos, Canniggia Carvalho e Felipe Nunes; “Ardência” (Selo Insurgências Poéticas/Giro Selo Editorial 2020), “Quanto Mar Cabe no Sal da Lágrima” (Selo Insurgências Poéticas/Giro/Unilivreira 2022). Além de zines e participação em antologias poéticas regionais e nacionais.

Em 15 anos de trajetória ininterrupta, Thiago Medeiros participou dos principais festivais de arte da cidade e do estado, além de representar o RN em eventos importantes para a produção artística como a 29ª bienal de arte de São Paulo (2010).

Serviço:

Lançamento do livro de poemas “Quanto Mar Cabe no Sal da Lágrima”, de Thiago Medeiros. Sexta, 09 de setembro, às 18h00, no Sebo Urubu (Av. Deodoro da Fonseca, 307 – Cidade Alta). Contato: (84) 99850-0524

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Previous ArticleNext Article