DEMOCRACIA

Prefeito Álvaro Dias supera rusgas do passado e anuncia apoio a Fábio Dantas para governador

O prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB), convocou uma coletiva de imprensa no seu escritório particular, nesta terça-feira (13), em que sacramentou seu apoio a Fábio Dantas (SD) para o Governo do Rio Grande do Norte.

O anúncio vem após quase um mês do início da campanha eleitoral — em 16 de agosto — e com menos de três semanas para o primeiro turno das eleições, marcado para 2 de outubro. É também uma mudança de postura política de Dias, que até o último domingo, 2, não se ligava a nenhum candidato. 

Na ocasião do fim de semana, ele se deixou ser fotografado em um encontro com o ex-senador José Agripino (UNIÃO) e com Fábio Dantas. “Conversa cordial e amistosa, apesar de não ter tido nenhuma definição política, ainda!”, frisou há dois dias. 

Antes disso, o prefeito afirmava que a falta de apoio a uma das candidaturas ao governo era porque pensava mais na “gestão” do que em “política”, como classificou em uma entrevista dada em agosto para a rádio 91.9 FM. 

Na época, Álvaro afirmou que tinha “divergências com os três candidatos mais competitivos”, se referindo a Fátima Bezerra (PT), Styvenson Valentim (PODE) e Fábio Dantas (SD). “Eu tenho dificuldade de escolher um desses três, ou me comprometer com qualquer um deles para apoiar”, disse.

Já nesta terça (13), foi a hora da “decisão”, disse Dias. “Nós entendemos, amadurecemos e chegou a hora de tomar uma decisão. Líder tem que ter posição e eu não poderia ficar neutro”, argumentou.

O anúncio oficial de apoio foi bem recebido por Dantas, que compareceu à coletiva, e vem num momento em que o ex-vice-governador de Robinson Faria está estagnado nas pesquisas eleitorais. Em terceiro lugar, ele aparece atrás de Fátima Bezerra (PT), que é líder absoluta, e de Styvenson Valentim (PODE), senador que faz uma campanha tímida, mas que já foi responsável por desbancar Fábio da segunda colocação que carregava nos levantamentos eleitorais até agosto.

A ânsia de receber a declaração de voto de Álvaro era tanta que, após a reunião do domingo (2), a equipe de Fábio Dantas tentou confirmar o apoio logo após a foto da dupla com Agripino e, em seguida, desmentiu a informação, afirmando que era “apenas uma conversa política entre os três”.

“Chantagem”

A demora para que o prefeito natalense declarasse apoio a Fábio Dantas é justificada. Mesmo que ambos componham o time de oposição à gestão Fátima, as rusgas vêm do passado, mais precisamente de 2015. Como mostrou o editor da agência Saiba Mais, Rafael Duarte, nesta terça (13), Álvaro Dias tentou retornar à presidência da Assembleia Legislativa em 2015, contra Ricardo Motta (PROS, hoje no PSB) e Ezequiel Ferreira (PMDB, hoje no PSDB). O ex-prefeito, com experiência no cargo, já tinha ocupado a cadeira de presidente da ALRN anteriormente, entre 1997 e 2003.

Fábio Dantas, deputado na legislatura anterior e que naquele ano iniciava a gestão como vice-governador, havia fechado acordo para apoiar Álvaro. Nos bastidores, entretanto, repassou informações da campanha interna de Dias a Ezequiel Ferreira, que foi eleito e permanece ainda hoje no cargo.

O apoio desta terça (13) vem como uma “chantagem”. A principal ambição de Dias atualmente é eleger seu filho Adjuto Dias (MDB) como deputado estadual. O MDB, por outro lado, está nas mãos de Walter Alves, vice de Fátima, que destinou boa parte dos recursos da sigla para o pai, Garibaldi Alves. “Gari” recebeu R$ 1,5 milhão do Fundo Especial de campanha até o momento, segundo informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Já para Adjuto, não consta nenhuma doação recebida através do partido. Por trás do apoio, então, a intenção de Álvaro Dias seria pressionar o MDB.

Saiba mais

A traição de Fábio Dantas que Álvaro Dias não esqueceu

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo