Bloqueio de Bolsonaro no orçamento do IFRN equivale a 1 ano de funcionamento do Campus Mossoró
Natal, RN 18 de jun 2024

Bloqueio de Bolsonaro no orçamento do IFRN equivale a 1 ano de funcionamento do Campus Mossoró

7 de outubro de 2022
3min
Bloqueio de Bolsonaro no orçamento do IFRN equivale a 1 ano de funcionamento do Campus Mossoró

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Com o corte anunciado pelo governo Bolsonaro (PL) na última quarta (05), o Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) vai perder mais de dois milhões de reais (R$ 2.291.735,49). O valor é o equivalente a quase um ano inteiro de funcionamento da segunda maior unidade no estado, o Campus Mossoró, onde 2.072 alunos estudam atualmente.

Em junho deste ano, o IFRN já havia sofrido um corte orçamentário de R$ 6.474.295,00, valor aproximado do orçamento anual de funcionamento do Campus Natal-Central, o maior campus do Instituto, que tem 6.343 estudantes matriculados.

Apenas em 2022, o IFRN já perdeu R$ 8.766.030,49 em seu orçamento, o equivalente a 9,74% do orçamento previsto no início do ano, que era de R$ 90.015.674,00. O valor é utilizado para o funcionamento e manutenção dos 22 campi, para o atendimento estudantil e viabilização das ações de ensino, pesquisa e extensão.

“[Os cortes] comprometem sobremaneira as ações de assistência estudantil (merenda escolar, auxílio transporte, bolsas de trabalho), de ensino (aulas de campo, visitas técnicas), de pesquisa e extensão (compra de insumos, fomento de projetos), bem como as despesas administrativas (contratos de terceirizados, água, energia)”, expõe o reitor do IFRN, professor José Arnóbio.

O pró-reitor de Administração, Juscelino Cardoso, também ressalta que “há uma grande angústia dos gestores do IFRN em não conseguir honrar os compromissos assumidos”.

Na próxima segunda (10), as Pró-Reitorias de Administração e de Planejamento e Desenvolvimento Institucional farão uma reunião do Grupo de Trabalho de Orçamento do IFRN (GTOR/IFRN). A situação será discutida entre todos os gestores do Colégio de Dirigentes (Codir/IFRN).

“O objetivo é discutir onde a supressão vai causar menos danos aos estudante, resguardando ao máximo as atividades acadêmicas. Inevitavelmente, a assistência estudantil e o fomento de projetos de pesquisa e extensão estão comprometidos”, alerta a pró-reitora de Planejamento, professora Antônia Silva.

Na UFRN, corte chega a R$ 8,8 milhões

Prédio da Reitoria da UFRN

A UFRN já havia começado 2022 com R$ 23.972.313,00 a menos no orçamento, depois sofreu novo bloqueio de quase R$ 12 milhões no meio do ano e, agora, terá que fechar as contas com mais um bloqueio de R$ 8,8 milhões.

De acordo com a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), serão contingenciados, no âmbito de todo o MEC, o valor de R$ 2.399 bilhões (R$ 1.340 bilhão anunciado entre julho e agosto e R$ 1.059 bilhão agora).

Saiba +

UFRN acumula perda de quase R$ 32 milhões em 2022 após novo bloqueio de Bolsonaro na Educação

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.