Em busca do voto feminino, ex-ministra Damares chega ao RN com Michelle Bolsonaro e questionamento do MPF sobre crimes sexuais
Natal, RN 16 de jul 2024

Em busca do voto feminino, ex-ministra Damares chega ao RN com Michelle Bolsonaro e questionamento do MPF sobre crimes sexuais

12 de outubro de 2022
4min
Em busca do voto feminino, ex-ministra Damares chega ao RN com Michelle Bolsonaro e questionamento do MPF sobre crimes sexuais

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Está agendada para o próximo sábado (15) a visita à Natal da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, em companhia da ex-ministra e senadora eleita Damares Alves, como parte da campanha do atual presidente Jair Bolsonaro (PL) na tentativa de atrair simpatizantes e votos entre as mulheres. Ele tenta a reeleição, mas aparece em segundo lugar nas pesquisas de intenção de voto, atrás do ex-presidente Lula (PT).

Além de dar continuidade à campanha “Mulheres com Bolsonaro”, Damares chega à capital potiguar com um outro compromisso nas costas, o de responder a um questionamento do Ministério Público Federal (MPF), que pediu esclarecimentos sobre uma fala na qual a ex-ministra afirma ter imagens de crianças brasileiras sequestradas no Pará, com idade entre 3 e 4 anos, cujos dentes teriam sido arrancados para facilitar a exploração sexual.

Nós temos imagens de crianças nossas, brasileiras, com 4 anos, 3 anos, que quando cruzam as fronteiras, sequestradas, os seus dentinhos são arrancados para elas não morderem no sexo oral”, discursou Damares durante um culto numa unidade da Assembleia de Deus, em Goiânia (GO).

Apesar de falar sobre os crimes de sequestro e exploração sexual de crianças, Damares Alves não esclareceu se adotou alguma providência enquanto titular do ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos. Os procuradores da República querem mais detalhes sobre os crimes, além de informações sobre quais foram as medidas adotadas pelo ministério ocupado por ela.

Damares se notabilizou menos pela eficiência e mais pelos discursos machistas em cerimônias nas quais aparecia como ministra. Em 2019, ela afirmou que “meninos vestem azul e meninas vestem rosa”, ao dizer que o Brasil estava entrando em uma “nova era” com Bolsonaro. Em dezembro do mesmo ano, a então ministra convocou uma coletiva de imprensa no Dia Internacional de Luta pelo fim da Violência contra a Mulher e ficou em silêncio. Em outra ocasião, em um vídeo na internet, disse que a princesa Elsa terminava sozinha na animação “Frozen” porque era lésbica. Além disso, ao falar sobre uma questão de saúde pública, o aborto, disse que esse era “um problema que só dura nove meses” e criticou uma suposta “ditadura gay” vivida no Brasil.

Bolsonaro e Michelle durante comício em Natal nesta quarta (14) I Imagem: reprodução
Bolsonaro e Michelle durante comício em Natal no qual afirmou que mulheres devem ser "ajudadoras" dos homens I Imagem: reprodução

Michelle e Damares têm passado por vários estados do país como parte da estratégia de Bolsonaro para o segundo turno, que passou a focar nas mulheres e no público nordestino, entre os quais o atual presidente tem menor entrada. Na região, Lula venceu em todos os estados e, no Rio Grande do Norte, 166 dos 167 municípios também deram vitória à Lula, que perdeu apenas em Parnamirim.

A estratégia de se aproximar desse público já havia sido iniciada no primeiro turno da campanha eleitoral. No dia 14 de setembro, Michelle Bolsonaro veio à Natal acompanhando o presidente. Em um dos comícios em que esteve presente, a primeira-dama disse em seu discurso que o papel da mulher deve ser o de “ajudadora” do homem. A declaração não caiu bem numa realidade na qual 1.050 foram mortas pelo simples fato de serem mulheres (feminicídio), segundo levantamento realizado pela Rede de Pesquisa OBVIO (Observatório da Violência) da UFRN e divulgado em 2021.

Segundo a programação do evento em Natal, Damares e Michelle estarão num ato político que será realizado na Avenida Itapetinga, no conjunto Santarém, na Zona Norte da capital potiguar. Além da dupla, aliados políticos e o ex-ministro do Desenvolvimento Regional e senador eleito, Rogério Marinho, também estarão presentes.

Saiba +

À caça do voto feminino, Michelle Bolsonaro vem a Natal dizer que mulher é “ajudadora” de homem

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.