Não há motivo pra gente achar outra coisa senão que o fim do Bolsonaro está perto, temos todas as razões para acreditar”, avalia Mineiro
Natal, RN 13 de jun 2024

Não há motivo pra gente achar outra coisa senão que o fim do Bolsonaro está perto, temos todas as razões para acreditar”, avalia Mineiro

4 de outubro de 2022
3min
Não há motivo pra gente achar outra coisa senão que o fim do Bolsonaro está perto, temos todas as razões para acreditar”, avalia Mineiro

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O PT ampliou para 68 parlamentares a bancada na Câmara dos Deputados, elegeu 4 senadores e três governadores da sigla já no 1º turno; e, no Rio Grande do Norte, ainda aumentou o número de cadeiras na Câmara e na Assembleia Legislativa. Esses fatores aliados à histórica votação de Lula no domingo (2), que bateu o recorde de votos numa eleição presidencial, ultrapassando 57 milhões de votos, deixaram o deputado federal Fernando Mineiro (PT) empolgado com a perspectiva de vitória no 2º turno:

- Temos muitos motivos para comemorar. Estou muito satisfeito com o nosso resultado. Saímos em outubro de 2018 com 29% de votos no Haddad, agora tivemos 48,5%, quase o dobro. Em 2018 tínhamos o Lula preso injustamente, agora temos o Lula quase eleito, só faltou 1,5%. É de encher a alma, não tem motivo nenhum pra gente achar que é outra coisa a não ser que o fim do Bolsonaro está perto. Falta pouquinho, 1,5% pra gente ganhar as eleições”.

Mineiro é consciente de que derrotar Bolsonaro no 2º turno é o primeiro passo para a derrota do bolsonarismo, mesmo que ainda leve algum tempo. Ele se diz ainda mais confiante depois dos resultados no domingo e convoca as pessoas que defendem a democracia para ir às ruas convencer os eleitores que votaram em outros candidatos no 1º turno, e aqueles que não votaram por alguma razão, para eleger Lula em 30 de outubro.

- Vamos chamar quem não votou, quem se absteve por alguma razão. Temos todas as razões para acreditar na vitória de Lula. Eu dizia na campanha que íamos derrotar Bolsonaro, mas não o bolsonarismo. E foi o que aconteceu: derrotamos Bolsonaro no 1º turno tanto no Rio Grande do Norte como no Brasil. O bolsonarismo vai continuar, mas sem o seu líder principal porque Bolsonaro vai sair dia 31 de dezembro e Lula vai assumir em 1º de janeiro. O Brasil pariu Bolsonaro em 2018 não porque caiu um raio no país, ele é fruto de um processo político construído na sociedade pelo conservadorismo. E esse conservadorismo vai perder seu líder maior em 30 de outubro”, destacou.

Mineiro foi eleito deputado federal com 83.481 votos no domingo (2).

Assista a entrevista na íntegra:

https://www.youtube.com/watch?v=rUMv91S3hzM&t=1383s
Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.