Assembleia na UFRN contra cortes na educação se mantém porque bloqueio orçamentário continua, diz DCE
Natal, RN 22 de jun 2024

Assembleia na UFRN contra cortes na educação se mantém porque bloqueio orçamentário continua, diz DCE

8 de outubro de 2022
3min
Assembleia na UFRN contra cortes na educação se mantém porque bloqueio orçamentário continua, diz DCE

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UFRN deve realizar na próxima segunda-feira (10) sua primeira assembleia contra os cortes na educação anunciados esta semana. O ato está marcado para às 15h, na Reitoria. A iniciativa se soma à mobilização em apoio à candidatura de Lula (PT) à presidência, que reuniu mais de 100 estudantes na última quinta-feira (6) e deve seguir até o dia da votação. 

Anunciado na quarta-feira (5), o bloqueio no orçamento da UFRN foi de R$ 8,8 milhões. Posteriormente, o Ministério da Educação (MEC) voltou atrás, mas o ato a favor da educação se mantém, segundo a coordenadora-geral do DCE, Letícia Côrrea, porque há outra parte do orçamento que continua indisponível.

“A assembleia tem como principal objetivo tratar sobre os cortes que aconteceram na educação, mesmo com o recuo do governo, por isso que nós mantivemos a atividade. Ainda há cerca de 7% da UFRN em contingência, ou seja, bloqueado, que equivale a mais ou menos R$ 12 milhões de reais da nossa universidade”, explica a estudante. “Então mesmo que esse recuo do confisco tenha acontecido, ainda existem cortes na educação que merecem a nossa atenção porque estão prejudicando o orçamento geral da universidade”, comenta.

O evento do dia 10 faz parte do calendário de mobilizações convocado pela União Nacional de Estudantes (UNE) em preparação a uma manifestação no dia 18 de outubro contra o governo Bolsonaro. Além disso, de acordo com Côrrea, uma carta aberta vai ser apresentada e avaliada pelos estudantes, em apoio a Lula na disputa presidencial. “Vai ser uma movimentação importante, uma primeira sinalização do DCE de que vamos nos comprometer também com a luta da derrota do Bolsonaro nas urnas”, aponta.

UFRN com Lula

Em uma plenária na quinta-feira (6), entidades e organizações de juventude se reuniram na UFRN para a primeira reunião de mobilização contra Bolsonaro no segundo turno das eleições. Outras plenárias devem se seguir nos demais campi da UFRN, como Facisa (Santa Cruz), Escola Agrícola de Jundiaí (Macaíba) e Ceres (Caicó). 

“O nosso objetivo é fazer com que esses pontos da universidade sejam quartéis generais de mobilização, articulação e campanha. A gente pretende colocar uma banquinha permanente em frente à parada do circular com material, destacar equipes de panfletagem, fazer atividades em Parnamirim com aula pública e coisas que vão conseguir nos colocar em ação na campanha militante de Lula”, destaca Letícia.

Para ela, o “UFRN com Lula” é um movimento que nasce amplo para fazer uma campanha “aguerrida, “não só dentro mas fora do campus e nos interiores também”. A dirigente estudantil se vê otimista. “Para nós, é a eleição das nossas vidas”, afirma.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.