Após cortar água potável de 60 mil potiguares, Bolsonaro tira dinheiro da Ciência e remaneja para carros-pipa
Natal, RN 18 de jun 2024

Após cortar água potável de 60 mil potiguares, Bolsonaro tira dinheiro da Ciência e remaneja para carros-pipa

25 de novembro de 2022
3min
Após cortar água potável de 60 mil potiguares, Bolsonaro tira dinheiro da Ciência e remaneja para carros-pipa

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Depois de cortar o recurso da Operação Carro-Pipa (OCP), que fornecia água potável para  61.080 pessoas no Rio Grande do Norte, o governo Bolsonaro voltou atrás. Nesta quinta-feira (24), o governo publicou uma portaria na edição extra do "Diário Oficial da União" que abre crédito suplementar para o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR). O ex-ministério de Rogério Marinho financia o programa junto com o Ministério da Defesa.

Até a quarta (23), os mais de 61 mil potiguares eram atendidos pela operação em 45 municípios diferentes. Já nesta sexta (25), segundo a plataforma do Exército Brasileiro que fornece informações sobre a OCP, não há nenhum município sendo atendido, e o atendimento à população caiu para 0.

Segundo o MDR, a liberação de crédito suplementar havia sido aprovada na segunda (21). O corte de verbas no programa que atende famílias atingidas pela falta de água atingiu todo o Nordeste. A falta de recurso veio após o fim do segundo turno das eleições, em que Jair Bolsonaro (PL) perdeu a reeleição para o eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Apenas no Nordeste, o petista registrou 69,34% dos votos, ante 30,66% do atual presidente.

O crédito liberado foi de R$ 21,4 milhões e deve chegar na próxima semana, de acordo com a pasta. Para a Polícia Federal, também foram destinados R$ 37,3 milhões para a "manutenção do Sistema de Emissão de Passaporte, Controle do Tráfego Internacional e de Registros de Estrangeiros".

Mas, para destinar os recursos a essas suplementações, o governo Bolsonaro retirou R$ 58,7 milhões do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT). O fundo é responsável por dar apoio financeiro aos programas e projetos prioritários na área da ciência. 

Até então, antes da retirada das verbas, eram 1,6 milhão de pessoas de oito estados do Nordeste atendidas com o abastecimento. Nesta sexta (25), são apenas 347,8 mil. Ao lado do Rio Grande do Norte, Alagoas foi o outro estado nordestino com a suspensão total do fornecimento de água potável. Dos 37 municípios do estado atendidos, todos constam como “temporariamente suspensos". 

Outros estados estão no limite. Em Pernambuco, dos 105 municípios que fazem parte da Operação Carro-Pipa, apenas Tupanatinga segue funcionando e levando água para 1.899 moradores. Todas as outras 104 cidades constam como “temporariamente suspenso” ou “aguardando recurso”.  

A Operação Carro-Pipa tem o objetivo de realizar ações complementares de apoio às atividades de distribuição de água potável às populações atingidas por estiagem e seca na região do semiárido nordestino e região norte dos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo.

Para ter acesso ao benefício, os moradores das zonas rurais precisam ser diretamente impactados pela estiagem ou seca. Cada família tem direito a 20 litros de água por dia a cada integrante assistido.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.