Livraria Cooperativa Cultural promove festival para celebrar a diversidade da cultura potiguar
Natal, RN 18 de jun 2024

Livraria Cooperativa Cultural promove festival para celebrar a diversidade da cultura potiguar

3 de novembro de 2022
7min
Livraria Cooperativa Cultural promove festival para celebrar a diversidade da cultura potiguar

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A Livraria Cooperativa Cultural promove, de 7 a 11 de novembro, na esteira das comemorações de seus 45 anos, o "Festival Cultural 2022: Memória, Resistência e Ancestralidade", com o objetivo de celebrar a diversidade da música, da literatura e do cinema potiguar. A programação conta com mesa redonda, mostras de filmes, palestras, apresentações musicais e lançamentos de livros para os mais variados públicos e gostos. O Festival é uma parceria da Cooperativa com o Adurn Sindicato, Sicoob, DCE, Proex, UFRN e IFRN. A programação acontece nos campi do IFRN (no Tirol) e da UFRN (na Livraria e também no Núcleo de Arte e Cultura da Universidade) e é inteiramente gratuita.

Para o presidente da Cooperativa, José Correia Torres Neto, o Festival chega para enaltecer e incentivar a cultura do Rio Grande do Norte. “É uma parceria onde música, cinema e literatura estarão comemorando um novo momento de nossas vidas. O Festival vem comemorar a cultura em todas as suas representações”, frisa. Para a vice-presidente da Cooperativa, professora Wani Fernandes, o evento funcionará como uma vitrine para que a Livraria esteja cada vez mais perto do público na missão de disseminar conhecimento por meio das artes e da literatura.

“No Festival vamos ter a participação do projeto 'Música na Livraria' e vamos retomar os tributos a artistas da nossa música, que estavam parados, inclusive. Será uma oportunidade de ampliar a Cooperativa como espaço cultural de divulgação do conhecimento e das artes em geral”, explica a professora. Carla Vieira, gerente administrativa e financeira da Cooperativa, destaca, sobretudo, a valorização dos escritores potiguares, uma vez que o Festival irá permitir uma aproximação entre autores e leitores durante os lançamentos de livros que estão distribuídos ao longo da semana.

“A importância do evento se dá porque, além de trazer uma programação rica, com uma bagagem cultural diversa, que vai do cinema, passando pela música, até a literatura, é um evento que valoriza os escritores potiguares, no qual eles têm oportunidade de divulgar suas obras e de se aproximar dos leitores que os acompanham”, pontua. Ao todo, sete lançamentos irão ocorrer durante os cinco dias de festival.

No rol das atividades, a programação conta, ainda, com uma mesa redonda sobre a importância da escrita feminina enquanto ferramenta de resistência, palestras sobre o patrimônio cultural de Natal com foco no bairro histórico da Ribeira, além de exibição de curtas e apresentações musicais. As atividades ocorrem na Livraria, no NAC e também no Campus Central do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), no bairro do Tirol.

A parceria entre a Cooperativa e o IFRN foi formalizada a partir da proposta de contrapartida da Lei Aldir Blanc, com a contemplação da Livraria pela lei de Auxílio Emergencial Cultural. “Estamos com uma programação conjunta no Festival. Com essa iniciativa, a gente pretende estimular o acesso à cultura, algo que não é uma prioridade de várias autoridades. Por isso, a gente promove e contribui com o evento”, destaca o coordenador da editora do IFRN, Rodrigo Pessoa.

Programação

A abertura do “Festival Cultural 2022: Memória, Resistência e Ancestralidade” ocorre nesta segunda-feira (7), às 11h, com a apresentação musical do maestro João Paulo, professor da Escola de Música da UFRN e coordenador do projeto “Música na Livraria”, idealizado em parceria com a Cooperativa. O evento acontece na Livraria, localizada no Centro de Convivência Djalma Marinho, no Campus Central da universidade. Na ocasião, ocorrerá também a divulgação do Concurso Literário, que será aberto à participação de todo o público.

Na terça (8), haverá mesa redonda com o coletivo “Mulherio das Letras Nísia Floresta”, na Cooperativa, às 9h e exibição dos curtas “O Baque solto” e “Máquina de Costura”, no Campus Central do IFRN, em duas sessões – às 10h30 e às 16h. Na quarta (9), às 16h, o professor do Departamento de Arquitetura da UFRN, José Clewton, ministra a palestra “A Ribeira Boêmia” no IFRN.

Na quinta-feira (11) tem mais curtas-metragens. Às 10h30 e às 16h, no IFRN, serão exibidos “Graveto” e “Sob as luzes da avenida”. Na Cooperativa, a programação começa às 10h30, com a apresentação da Roda de Choro da UFRN.

Na sexta (11), tem tributo a Paulinho da Viola, às 11h. Às 17h, tem a mesa redonda "Jorge Fernandes e a modernidade poetizada", sobre a obra do poeta modernista. A mesa contará com apresentação cultural, participação de representantes da UFRN, NAC, Proex e Cooperativa Cultural, além de palestras com Célia Ribeiro, neta do poeta potiguar, do professor Humberto Hermenegildo e de Carissa Vale, bisneta de Jorge Fernandes. A mesa redonda acontece na Galeria Conviv'Art, no NAC.

Durante todos os dias do festival, haverá lançamento de livros: Eva Potiguara, Breno Araújo, Ciro Pedroza, Haroldo Figueira, André Carrico, Ana Judite de Oliveira Medeiros e Clarissa Alves, irão reunir o público na Livraria e também no NAC para um momento de abraços, sorrisos, conversas e autógrafos.

Confira a programação
Segunda-feira (7/11)
11h: Abertura com apresentação musical do maestro João Paulo + divulgação do Concurso Literário
Local: Livraria Cooperativa Cultural
16h: lançamento do livro “Aby Ayala Membyra Nenhe'gara, Cânticos de uma filha da Terra”, de Eva Potiguara

Terça-feira (8/11)
9h: Mesa-redonda “A escrita feminina de resistência”
Palestrantes: Rejane de Souza, Kalina Paiva, Maria Eliane Souza da Silva (coletivo Mulherio das Letras Nísia Floresta)
Local: Livraria Cooperativa Cultural
10h30: exibição dos curtas “O Baque solto” e “Máquina de Costura”
Local: Campus Central do IFRN
16h: lançamento do livro “Registros de um nerd autista durante a pandemia”, de Breno Araújo
16h: exibição dos curtas “O Baque solto” e “Máquina de Costura”
Local: Campus Central do IFRN

Quarta-feira (9/11)
11h: lançamento do livro “Uma história das Rocas”, de Ciro Pedroza
Local: Livraria Cooperativa Cultural
16h: palestra “A Ribeira Boêmia”
Palestrante: José Clewton
Local: Campus Central do IFRN
16h: Lançamento do livro “A Nobreza da Gratidão”, de Haroldo Figueira
Local: Livraria Cooperativa Cultural

Quinta-feira (10/11)
10h30: apresentação da Roda de Choro da UFRN
Local: Livraria Cooperativa Cultural
10h30: exibição dos curtas “Graveto” e “Sob as luzes da avenida”
Local: Campus Central do IFRN
16h: lançamento do livro “Os Trapalhões: uma leitura da comédia popular brasileira”, de André Carrico
Local: Livraria Cooperativa Cultural
16h: exibição dos curtas “Graveto” e “Sob as luzes da avenida”
Local: Campus Central do IFRN

Sexta-feira (11/11)
11h: tributo a Paulinho da Viola
Local: Livraria Cooperativa Cultural
16h: lançamento do livro “O sertão imaginado nas Bachianas Brasileiras de Heitor Villa-Loboas”, de Ana Judite de Oliveira Medeiros
Local: Livraria Cooperativa Cultural
17h: mesa redonda "Jorge Fernandes e a modernidade poetizada". Dentro das atividades da mesa, ocorre o lançamento do livro “A luz elétrica do seu tempo era a lua cheia: Jorge Fernandes, uma poética modernista” de Clarissa Vale
Local: Galeria ConvivArt, NAC, Campus Central da UFRN

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.