Parlamentares potiguares se reúnem com Lula e presidente eleito chora ao falar sobre combate à fome
Natal, RN 25 de jun 2024

Parlamentares potiguares se reúnem com Lula e presidente eleito chora ao falar sobre combate à fome

10 de novembro de 2022
4min
Parlamentares potiguares se reúnem com Lula e presidente eleito chora ao falar sobre combate à fome

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Parlamentares do Rio Grande do Norte participaram na manhã desta quinta-feira (10) de um encontro de bancadas aliadas com o presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). No evento – realizado na sede da transição de governo – o petista se emocionou ao falar do objetivo de combater a fome mais uma vez no país. Às lágrimas, ele foi aplaudido de pé pelos deputados e senadores.

Pelo RN, estiveram presentes a deputada federal Natália Bonavides (PT) e o eleito Fernando Mineiro (PT), que assume uma cadeira na Câmara em 2023. A senadora Zenaide Maia (PROS) também participou, enquanto Jean Paul Prates (PT) não compareceu porque está em viagem para a COP27, no Egito.

“Se quando eu terminar esse mandato, cada brasileiro tiver tomando café, tiver almoçando e tiver jantando, outra vez eu terei cumprimido a missão da minha vida”, se emocionou o presidente eleito.

Para Zenaide Maia, as palavras do petista a fizeram se sentir feliz. Ela elogiou a postura do presidente eleito, destacando seu “respeito por cada um dos seres humanos”.

“Ele se emocionou falando da fome, das crianças que estão com fome neste país, do desemprego, de famílias inteiras que não têm um teto. E falando da democracia, do respeito às instituições. Uma frase que me emocionou muito foi: ‘Um diálogo caliente é melhor do que o silêncio das armas em uma ditadura’; dizendo que, como ganhou a eleição, todos nós devemos descer do palanque e respeitar a opinião de cada um”, afirmou a senadora.

Relembrando novamente as palavras do petista, Maia disse que “cada parlamentar no Congresso Nacional merece respeito, mesmo que tenham sido eleitas pessoas que pensam diferentemente do governo Lula ou de como pensam seus aliados”.

A pauta da educação também entrou nos assuntos tratados com os parlamentares de Brasília, segundo Zenaide. “Nosso grande presidente Lula falou: a gente precisa dialogar, a gente precisa de livros e não de armas, a gente precisa de amor e não de ódio”, disse.

Natália Bonavides foi outra a exaltar o discurso do petista. “Foi muito bacana o discurso dele com essa centralidade no desafio que a gente vai ter no combate à fome”, avaliou nas redes sociais. “Iniciar sua fala lembrando que a missão da sua vida é que cada brasileiro faça três refeições ao dia, é a prova que é impossível dizer que todos os políticos são iguais”, considerou.

Entre os parlamentares do RN que atuam na capital federal e ligados a Lula, apenas o senador Jean Paul Prates não compareceu. Ele está a caminho da Conferência da Organização das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP27), que acontece no Egito. O evento começou no dia 6 e vai até 18 de novembro. Lá, representará o Senado do Brasil ao lado de 12 colegas.

“Estou a caminho da COP27 para preparar a ida do presidente eleito e tratar de trabalhos do nosso mandato”, afirmou Prates. “Mas, na qualidade de Líder da Minoria no Senado, estamos acompanhando e participando atenciosamente de cada etapa neste momento em que o Legislativo precisa se unir à equipe do governo eleito do presidente Lula para traçar uma articulação que possibilite o resgate de recursos essenciais para o Orçamento do próximo ano”, pontuou.

O local do encontro foi o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), sede da transição de governo. Junto a Lula, estiveram presentes o vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB); a presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann, e a esposa de Lula, a socióloga Rosângela Silva, mais conhecida como “Janja”. 

Participaram ainda os partidos da coligação petista (PSB, PCdoB, PV, PSOL, Rede, Solidariedade, Avante e Agir), além de integrantes do PSD e do MDB, que estão no conselho político da transição.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.