DEMOCRACIA

Potiguares da transição fazem primeira reunião do grupo de Juventude

Os membros potiguares da equipe de transição do governo federal escolhidos para o grupo temático de juventude fizeram a primeira reunião nesta sexta-feira (18). O encontro aconteceu online para buscar um diagnóstico inicial da Secretaria Nacional da Juventude – órgão que, atualmente, faz parte do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), e também solicitar documentos que auxiliarão os trabalhos.

Os representantes do Rio Grande do Norte são o advogado Gabriel Medeiros, 28, e o educador do campo pós-graduado em Gestão Pública, Florentino Júnior, 27. No Estado, eles compõem o quadro de funcionários da Secretaria das Mulheres, da Juventude, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos (Semjidh).

De acordo com Florentino, há uma série de documentos a serem solicitados para que o grupo se inteire sobre os assuntos da transição. 

“A gente precisa organizar os pedidos que a gente quer como, por exemplo, estão os programas, como estão os orçamentos e contratos. A gente pede tudo isso em ofício e encaminha ao Conselho Político e eles solicitam diretamente para o Ministério, via Casa Civil, que é quem faz a intermediação junto ao Ministério”, explica.

Atualmente, os membros possuem um levantamento técnico feito pelo Conselho Nacional da Juventude e alguns relatórios que a atual gestão fez. Outro passo é se debruçar sobre os relatórios e fazer uma análise do Plano Plurianual (PPA) referente à juventude. O PPA é o que estabelece as diretrizes e objetivos a serem seguidos pelo Governo Federal durante a gestão.

Outra meta, ainda, é analisar a PEC da Transição e observar os valores no Orçamento destinados à pasta da juventude. 

“A reunião foi importante para inaugurar os trabalhos do grupo temático de juventude. Foi melhor desenhada a principal tarefa do grupo que será produzir dois relatórios, contendo um primeiro relatório preliminar e um relatório final ao final dos trabalhos”, destaca Gabriel Medeiros.

Os documentos devem apresentar “em que pé está a situação da política de juventude do governo federal, quais são os recursos que estão previstos para o ano que vem, quais recursos foram executados esse ano, quais eram os programas em curso e quais foram os problemas descontinuados no último período”, diz.

A próxima reunião da equipe deve acontecer na próxima terça (22) e, até o dia 30, ela deve enviar o diagnóstico inicial para o ex-ministro Aloizio Mercadante, titular da coordenação de grupos técnicos.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo