“Emocionante e histórico”: o que disseram os políticos potiguares presentes na diplomação de Lula
Natal, RN 13 de jun 2024

"Emocionante e histórico": o que disseram os políticos potiguares presentes na diplomação de Lula

12 de dezembro de 2022
4min

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e o vice, Geraldo Alckmin (PSB), foram diplomados na tarde desta segunda-feira (12). Na prática, a formalidade confirma o resultado das urnas e é condição para que eles tomem posse, no dia 1º de janeiro. Presentes na cerimônia, no plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), políticos potiguares analisaram a diplomação.

Lula foi eleito com 65,1% dos votos no Rio Grande do Norte. A governadora Fátima Bezerra (PT), coordenadora da campanha de Lula no RN, disse que essa diplomação foi "a mais decisiva da história democrática brasileira".

"Foi um momento de renovar a confiança no processo de reconstrução do Brasil, que agora volta aos trilhos da democracia, da retomada do crescimento, da geração de emprego e renda e da inclusão social. Foi também uma celebração da democracia, com respeito às instituições e a soberania popular." (Fátima Bezerra, governadora do RN)

Que dia emocionante! Muito mais que a cerimônia de diplomação de um presidente eleito, esta é a celebração da democracia. O povo venceu! Hoje começamos a escrever uma nova página na história do #BrasilDaEsperança!

Dias melhores virão para o nosso povo! 🌟#EquipeFB pic.twitter.com/z6zfVbrHvT

— Fátima Bezerra (@fatimabezerra) December 12, 2022

O deputado federal e vice-governador eleito, Walter Alves (MDB), também participou da cerimônia. Ele falou sobre democracia e disse que a diplomação representa uma etapa importante no processo eleitoral.

A diplomação do presidente Lula e Geraldo Alckmin é mais um passo importante no processo das Eleições deste ano. Democraticamente e livremente, os brasileiros foram às urnas e decidiram pela vitória de Lula. Hoje, o TSE oficializou o resultado das Eleições que reforçou a nossa democracia.(Walter Alves, deputado federal e vice-governador eleito do RN)

Já o senador Jean Paul Prates, cotado para assumir o comando da Petrobras no governo Lula, relembrou os anos de “resistência e luta”. Para ele, a eleição de Lula para o terceiro mandato como presidente do Brasil é uma conquista histórica.

Foram anos de muita resistência e luta, mas chegou o momento de consolidar toda a garra que empenhamos na construção desse projeto de país de esperança e renovação com Lula presidente. A diplomação marca o fim do processo eleitoral e garante toda a validação democrática de respeito às nossas instituições e o resultado histórico e vitorioso nas urnas.(Jean Paul Prates, senador)

A deputada federal Natália Bonavides falou que a diplomação de Lula foi a concretização da luta do povo brasileiro em defesa da democracia. Ela também relembrou os anos de luta e destacou que os próximos quatro anos também serão de muita disputa no campo político

Foi um momento emocionante e histórico. Os últimos anos foram muito difíceis e Lula traz esperança de um Brasil melhor. Hoje, novamente, um nordestino de família humilde foi diplomado presidente da República no Brasil. Sabemos que os próximos quatro anos serão de muita disputa, mas também sabemos da urgência que é colocar o povo no orçamento, combater a fome, investir na educação pública e garantir moradia digna para o povo brasileiro. Com Lula presidente, o Brasil vai ser feliz de novo.(Natália Bonavides, deputada federal)

Por fim, o deputado federal eleito Fernando Mineiro (PT), outra presença potiguar na diplomação de Lula e descreveu a cerimônia como um momento de “profunda emoção” em que a justiça e a democracia foram protagonistas.

Presenciar a diplomação da chapa Lula - Alckmin foi um momento de profunda emoção. A vida, a justiça, o respeito às diferenças, a democracia é que foram diplomadas. Que 1º de janeiro chegue logo pra gente deixar esses tempos tenebrosos para trás.(Fernando Mineiro, deputado federal eleito)

Por meio da diplomação, a Justiça Eleitoral declara que o candidato eleito está apto para a posse, que é o ato público pelo qual ele assume oficialmente o mandato. A cerimônia de posse está marcada para o dia 1º de janeiro, a partir das 14h30. A expectativa é de que o evento reúna 300 mil pessoas.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.