Carnavalizando a luta política, CDHMP anuncia vencedores dos prêmios de jornalismo e direitos humanos
Natal, RN 25 de jun 2024

Carnavalizando a luta política, CDHMP anuncia vencedores dos prêmios de jornalismo e direitos humanos

10 de dezembro de 2022
3min
Carnavalizando a luta política, CDHMP anuncia vencedores dos prêmios de jornalismo e direitos humanos

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

No Dia Internacional dos Direitos Humanos, o Centro de Direitos Humanos e Memória Popular (CDHMP) divulgou, neste sábado (10), os ganhadores do 29º Prêmio Estadual de Direitos Humanos “Emmanuel Bezerra dos Santos” e do 26º Prêmio Jornalístico de Direitos Humanos em 2022. A entrega será na segunda-feira do Carnaval 2023, durante a saída do Bloco Carnavalesco Turma do Boneco.

A definição da data para entrega do prêmio dialoga com a escolha do vencedor do Prêmio Estadual de Direitos Humanos “Emmanuel Bezerra dos Santos”, que completa 30 anos de existência no ano que vem. Nesse sentido, será homenageado o Piseiro de Montanhas, representado por Aldemir Lemos e Miguel Bonequeiro, escolhidos por sua forma original de fazer militância, unindo luta política e cultura popular.

Os piseiros, que marcaram a campanha eleitoral de 2022, foram muito além de movimentos partidários. Foi o nosso jeito de fazer resistência democrática, resgatando a humanidade, vencendo a barbárie e mostrando que existe um outro mundo possível”, disse o coordenador do Centro de Direitos Humanos e Memória Popular, Roberto Monte.

Os piseiros arrastaram multidões pelo interior do RN. | Foto: Cedida

O Prêmio Estadual de Direitos Humanos foi criado em 1994, em homenagem ao militante e ex-desaparecido político Emmanuel Bezerra dos Santos, e tem o objetivo de agraciar pessoas ou entidades comprometidas com os Direitos Humanos, as liberdades democráticas e a defesa da vida. A premiação chega à sua 29ª edição em 2022.

Já o 26º Prêmio Jornalístico será entregue à Pós TV DHnet, que faz um resgate histórico da luta política no Brasil, lançando luz sobre temas pouco explorados pela mídia convencional e cobrindo manifestações e protestos de rua, além de eventos relacionados à defesa dos direitos humanos.

A escolha da Pós TV DHnet se justifica por sua destacada atuação na na cobertura jornalística do Movimento Lula Livre, como também o acompanhamento antes e durante as Eleições de 2018 e 2022, sempre se comprometendo com a defesa da liberdade de expressão e pela luta por democracia e justiça”, disse o economista e ativista de direitos humanos.

O Prêmio Jornalístico de Direitos Humanos foi criado em 1997, com o intuito de homenagear os jornalistas identificados com a causa e a promoção dos direitos humanos e da cidadania.

A premiação será realizada na segunda-feira do Carnaval 2023, durante a saída do Bloco Carnavalesco Turma do Boneco, que promete um grande piseiro pelas ruas das Rocas.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.