Corrida à Prefeitura de Natal começa com possíveis nomes à esquerda e à direita
Natal, RN 15 de jun 2024

Corrida à Prefeitura de Natal começa com possíveis nomes à esquerda e à direita

24 de dezembro de 2022
4min
Corrida à Prefeitura de Natal começa com possíveis nomes à esquerda e à direita

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Os parlamentares eleitos para os mandatos estaduais e federais ainda não tomaram posse para a legislatura que se inicia em 2023, mas alguns nomes já surgem como cotados para a disputa à Prefeitura de Natal, no pleito de 2024. Entre esses nomes, a deputada federal reeleita Natália Bonavides (PT); o ex-prefeito Carlos Eduardo (PDT), e o presidente da Câmara Municipal da capital e deputado federal eleito, Paulinho Freire (UNIÃO).

Destes, o nome de Natália Bonavides já é tido como certo dentro do PT, segundo garantiu uma fonte. A petista, entretanto, evita falar publicamente sobre o assunto. Na segunda-feira (19), durante sua diplomação para novo mandato em Brasília, ela disse que a sigla ainda iria “fazer esse debate dentro do partido”, mas afirmou que fica “sempre muito feliz quando meu nome é lembrado para espaços representativos tão importantes”.

Em 2020, a deputada já era um nome forte dentro do PT para a sucessão municipal, sendo apoiada por Lula (PT) e outras lideranças locais e nacionais. Ela, entretanto, recuou e não abriu mão de seguir na Câmara dos Deputados.

Entre 2018 e 2022, Bonavides viu seu capital eleitoral se ampliar nas duas disputas à deputada. Na primeira, registrou cerca de 113 mil votos; na última, foram mais de 157 mil votos. A capilaridade eleitoral, portanto, reforça o nome da advogada e ativista dos direitos humanos como nome do partido de Fátima Bezerra (PT) em Natal.

A deputada, por outro lado, deve enfrentar uma disputa dentro do campo que caminhou com o PT neste ano. Derrotado ao Senado, o ex-prefeito da capital Carlos Eduardo Alves (PDT) surge como candidato natural a um quinto mandato no Palácio Felipe Camarão, sede do Executivo municipal. Em 2022, PT e PDT estiveram em uma mesma coligação, formando a dobradinha que reelegeu Fátima como governadora; já Carlos não obteve sucesso em uma eleição estadual pela segunda vez consecutiva. Há quatro anos, ele já havia disputado o governo contra a própria Fátima.

Alves mantém discrição sobre o assunto. Neste final de ano, o ex-prefeito reservou um período de descanso com a família e só deve tratar publicamente do assunto a partir do final de janeiro.

Já Paulinho Freire (UNIÃO), presidente da Câmara Municipal de Natal (CMM) e que deixa a Casa para assumir um mandato de deputado federal em 2023, vem sendo incentivado por aliados a disputar a cadeira da Prefeitura já em 2024. Ele seria o nome à sucessão do atual prefeito Álvaro Dias (PSDB), que está no segundo mandato seguido e não poderá disputar reeleição.

Na última sessão da CMM, Freire se despediu da Mesa Diretora, mas foi congratulado por alguns parlamentares, incluindo Raniere Barbosa (Avante), que falou abertamente no plenário sobre a sucessão municipal.

“Quando eu vejo gestores aumentando impostos em outras esferas do Executivo e Casas Legislativas referendando, vejo que Natal terá condições daqui a quatro anos [sic] de realmente [ter] oportunidade de ter um gestor que venha otimizar recursos para investimento na nossa cidade. E vossa excelência já deu um exemplo no Legislativo, e poderá dar este mesmo exemplo em um futuro Poder Executivo na nossa cidade de Natal. Ser o prefeito de Natal com essa visão empreendedora de otimizar e buscar o desenvolvimento”, apontou Barbosa. 

O vereador do Avante ainda desejou que Paulinho “se Deus quiser retorne para o Executivo municipal na próxima eleição”.

Antes da fala de Raniere Barbosa, Freire destacou uma conversa que teve com o próprio parlamentar, em que falou sobre um dos projetos que pretende apresentar em Brasília, de condicionar o aumento dos vereadores da capital aos aumentos dados na Câmara Federal. 

Segundo Freire, quando os vereadores natalenses aplicam aumentos salariais para si, “é um desgaste maior do mundo”. 

“Propor um projeto de lei para que as Câmaras Municipais tivessem aliados os aumentos que existem no Congresso, e que fosse uma coisa automática. Eu tava dizendo a ele [Raniere] que ia entrar com esse projeto de lei lá em Brasília, porque lá em cima se aumenta tudo, aqui não pode aumentar nada, porque se aumenta alguma coisa é um desgaste maior do mundo”, disse.

Além de Natália, Carlos e Paulinho, outros nomes são apontados como possíveis concorrentes daqui a dois anos: o policial militar reformado Wendel Lagartixa (PL) e o comunicador Bruno Giovanni (sem partido).

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.