Desigualdade entre ricos e pobres se reproduz em aumento salarial de deputados no RN 
Natal, RN 21 de jul 2024

Desigualdade entre ricos e pobres se reproduz em aumento salarial de deputados no RN 

28 de dezembro de 2022
3min
Desigualdade entre ricos e pobres se reproduz em aumento salarial de deputados no RN 

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A partir de janeiro de 2023, um deputado estadual no Rio Grande do Norte vai receber mensalmente o salário de R$ 29.469,99, valor quase 23 vezes maior do que o novo salário mínimo nacional, que não passa dos R$1.320,00. 

A disparidade é bem semelhante à desigualdade salarial identificada entre os mais pobres e os mais ricos em Natal, onde aqueles 10% que ocupam o topo da pirâmide ganharam em 2021, em média, 23,9 vezes mais do que os 40% mais pobres, segundo o 9º Boletim Desigualdade nas Metrópoles. 

Além do aumento de 16,3% concedido para janeiro de 2023, os parlamentares já garantiram reajustes futuros que chegam a 37,3% a partir de fevereiro de 2025, quando a remuneração passará a ser de R$ 34.774,64. 

Santino Arruda I Foto: cedida

Um absurdo, em se tratando de um alto aumento, ou seja, eles se autoconcedendo um reajuste salarial para eles próprios e para valer nos próximos três anos. Isto nunca foi feito para o funcionalismo, é uma correção salarial para o futuro, enquanto para os trabalhadores do estado, sobram perdas do passado. O funcionalismo do Estado, de suas Fundações, suas Autarquias e da própria administração direta quando obtêm um reajuste é para corrigir perdas do passado”, critica Santino Arruda, Coordenador Secretário do Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Indireta do RN (SINAI-RN). 

O projeto que garante o reajuste dos salários dos deputados potiguares foi votado no dia 21 de dezembro, na mesma sessão na qual foram debatidos os impactos financeiros do aumento do ICMS (Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação). Os parlamentares, que atualmente recebem R$ 25.322,25, fixaram o reajuste nos seguintes valores:  

I - R$ 29.469,99, a partir de 1º de janeiro de 2023; 

II – R$ 31.238,19, a partir de 1º de abril de 2023; 

III – R$ 33.006,39, a partir de 1º de fevereiro de 2024; 

IV – R$ 34.774,64, a partir de 1º de fevereiro de 2025. 

 A Agência Saiba Mais tentou ter acesso ao vídeo da sessão ordinária do dia 21 para conferir a votação, mas ele não está disponível na conta oficial do YouTube da Assembleia Legislativa.   

Em marco deste ano, com perda de 79% tivemos, em média, 19% de reajuste. Tudo chancelado pela Assembleia, ou seja, por eles que se autoconcedem reajustes para perdas futuras. Isto é inaceitável pelo movimento sindical, em particular pelo Sinai, é uma grande vergonha, uma decepção, razão da perda da credibilidade do parlamento em nosso país e no Estado”, acrescentou Santino Arruda. 

Saiba +

Deputados estaduais do RN reajustam os próprios salários em até 37%

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.