“Justiça tarda, mas não falha”, diz Mineiro ao ser diplomado depois de manobra que tirou seu mandato de deputado em 2018
Natal, RN 13 de abr 2024

“Justiça tarda, mas não falha”, diz Mineiro ao ser diplomado depois de manobra que tirou seu mandato de deputado em 2018

19 de dezembro de 2022
3min
“Justiça tarda, mas não falha”, diz Mineiro ao ser diplomado depois de manobra que tirou seu mandato de deputado em 2018

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Descrevendo uma sensação de gratidão, o deputado federal eleito Fernando Mineiro (PT) comemorou a sua diplomação nesta segunda-feira (19) em cerimônia realizada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RN). Mineiro alcançou mais de 83 mil votos e conquistou a segunda cadeira do PT-RN em Brasília. A conquista veio depois de perder o mandato em 2018 por uma manobra jurídica que favoreceu Beto Rosado (PP), que não se elegeu neste ano.

“É uma sensação de que a justiça tarda mas não falha. Eu sou muito grato a todas as pessoas que me apoiaram. Esse momento aqui é dedicado a toda a rede de apoiadoras e apoiadoras que nós tivemos em todo o Estado e não foi uma vitória minha. Foi uma vitória de um movimento, de um grupo de pessoas que tem uma maneira de fazer política e eu represento esse grupo de pessoas. Poderia ser uma outra pessoa aqui com as mesmas ideias, mas eu sou representante desse grupo que faz política de uma maneira ética e com transparência", classificou.

Para o futuro deputado federal, que já foi ex-vereador e ex-deputado estadual, o trabalho na Câmara será em sintonia com o presidente eleito Lula (PT). Mesmo com a bancada do RN dividida com parlamentares aliados do presidente derrotado Jair Bolsonaro (PL), Mineiro afirmou que espera uma “pactuação” do grupo em prol do Estado. 

“O que eu vou fazer é trabalhar em defesa do Estado, levando as demandas do Rio Grande do Norte para Brasília, ajudando Lula a reconstruir o Brasil, e tudo que estiver ao meu alcance para poder pactuar com a bancada farei. Acredito que essa bancada, independente das posições, estará também à disposição e em sintonia com o que pensa o Rio Grande do Norte. Esse é o trabalho que eu vou fazer, de articular as ações do Governo Federal, defendendo as ações do Governo Federal aqui no Estado e defendendo o nosso Governo Estadual”, afirmou.

Entenda

Há quatro anos, Mineiro ficou fora da Câmara por uma manobra jurídica articulada por Beto Rosado. Naquela eleição, Kéricles Alves Ribeiro, o “Kerinho”, recebeu 8.990 votos que não foram computados devido a irregularidades confirmadas pela Justiça. Entre os erros, estava o fato de Ribeiro não ter se desvinculado de um cargo em comissão na prefeitura de Monte Alegre no prazo legal. Sem esses votos, pelo quociente eleitoral, a vaga de deputado ficaria com Mineiro, que registrou 98.070 votos. Contudo, antes da posse dos deputados em 2019, o TRE deferiu o registro de candidatura de Kerinho, o que deu o mandato para Beto, que teve 71.092 votos.

Agora, Mineiro parte para seu primeiro mandato em Brasília. “Estarei à disposição dos movimentos sociais, das entidades, das instituições, das prefeitas, dos prefeitos”, anunciou com expectativa o deputado eleito.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.