Prefeitura de Natal serve janta com larvas de moscas a funcionários de maternidade
Natal, RN 16 de jul 2024

Prefeitura de Natal serve janta com larvas de moscas a funcionários de maternidade

9 de dezembro de 2022
3min
Prefeitura de Natal serve janta com larvas de moscas a funcionários de maternidade

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Os funcionários da Maternidade Araken Pinto, em Natal, foram surpreendidos ao serem servidos com uma janta contendo larvas de moscas. Um vídeo gravado por funcionários mostra o prato de comida e uma série de ovos do inseto. O caso aconteceu nesta quarta-feira (7).

A situação foi divulgada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Rio Grande do Norte (Sindsaúde/RN). De acordo com Érica Galvão, técnica de enfermagem da maternidade e diretora da entidade, os servidores buscaram a direção, que não falou nada. Uma das gravidades, segundo ela, é que a cozinha do local funciona ao lado do necrotério oficial da unidade. Ela critica a “maquiagem” feita na estrutura da Araken Pinto.

“Para você ter noção, tem um necrotério que é grudado à cozinha, e foi usado durante toda a pandemia. Sabe lá se elas moscas não vieram do necrotério, que tem uma refrigeração que já está comprometida. É ar-condicionado quebrado que a gente vive denunciando também. É uma falta de estrutura. Elevador quebrado, falta de água, queda de energia”, elenca, sobre os problemas da unidade. 

Nas redes sociais, o Sindsaúde também divulgou o caso e criticou a falta de higiene na alimentação. 

“Nas imagens, é possível observar a carne completamente infestada por ovos de moscas, escancarando completamente a falta de cuidado com a alimentação e com a saúde dos trabalhadores pois, ao ingerir uma comida contaminada com ovos de mosca, a pessoa está suscetível a desencadear uma infecção chamada Miíase”, afirmou a entidade.

De acordo com Galvão, o jantar contaminado representa uma “humilhação”.

”Não podemos permitir essa humilhação. O que Álvaro Dias faz com a saúde de Natal é desumano. Servir comida com bicho é surreal, o cúmulo do descaso”, pontuou.

A alimentação na unidade é servida pela JMT, uma empresa terceirizada que responde à Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Para Érica, porém, o problema principal está no órgão da Prefeitura, já que os servidores terceirizados estão ainda com salário atrasado e não preparam a comida diretamente, apenas servem, segundo ela.

“Eu nem culpabilizo os trabalhadores, porque o pessoal da JMT também estava sem receber salário, com dois meses de atraso salarial e a Prefeitura só pagou um. A SMS é quem fornece o alimento, vem quase pré-pronto, e a JMT só serve, lava as panelas, serve as quentinhas aos pacientes e acompanhantes”, explica. Depois de mostrarem as carnes com ovos de inseto, a proteína foi trocada. 

A Agência SAIBA MAIS procurou a Secretaria Municipal de Saúde para saber se ela estava ciente da denúncia e se alguma providência havia sido tomada. O órgão não respondeu até o fechamento desta reportagem.

Assista ao vídeo:

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.