Complexo Rampa abre exposições em comemoração aos 80 anos do encontro entre Getúlio e Roosvelt
Natal, RN 16 de jun 2024

Complexo Rampa abre exposições em comemoração aos 80 anos do encontro entre Getúlio e Roosvelt

27 de janeiro de 2023
5min
Complexo Rampa abre exposições em comemoração aos 80 anos do encontro entre Getúlio e Roosvelt

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Os 80 anos da Conferência Potengi serão celebrados pelo Governo do Estado do Rio Grande do Norte em solenidade especial no sábado (28), com abertura das primeiras exposições do Complexo Cultural Rampa (R. Cel. Flamínio, 1 - Santos Reis), em Natal.

O evento, organizado pela Fundação José Augusto, lembra o histórico encontro entre o presidente Getúlio Vargas e o presidente dos Estados Unidos Franklin Delano Roosevelt, em 28 de janeiro de 1943, para discutir a participação brasileira na Segunda Guerra Mundial.

A programação começa às 14h e a entrada é gratuita.

Com a presença de autoridades, a solenidade inaugura as exposições das salas da Guerra e da Paz, além de uma mostra de obras do pintor Pedro Grilo, e promove apresentações artísticas que recriam o ambiente cultural da década de 40 na capital do Rio Grande do Norte.

Cortejo

Às 15h30, haverá o cortejo comemorativo que sairá do Centro Cultural Trampolim da Vitória, em Parnamirim, até o Complexo Rampa, com recepção do grupo de Dança Araruna. A concentração começa às 14h.

Serão distribuídos botons comemorativos, uma revista em quadrinhos sobre o encontro de Vargas e Roosevelt produzida pelos desenhistas Luiz Elson Dantas e Carlos Alberto de Oliveira, e o cordel “História da Conferência do Potengi em Natal”, de autoria de Marciano Medeiros.

Haverá ainda apresentação musical do saxofonista Joedson Silva dentro um barco no pôr do sol no Rio Potengi interpretando as canções “Moonlight Serenade” e “Aquarela do Brasil”.

Salas da Guerra e da Paz

No histórico prédio da Rampa, serão inauguradas duas exposições com temas antagônicos.

A Sala da Guerra, sob curadoria do pesquisador Fred Nicolau, com objetos da Força Expedicionária Brasileira (FEB) como uniformes, capacetes, medalhas e jornais brasileiros editados na Itália durante a Segunda Guerra Mundial.

A Sala da Paz apresenta frases de personalidades históricas que lutaram pela pacificação do planeta como Jesus, Buda, Martin Luther King, John Lennon, Bob Marley, o Bispo Desmond Tutu, Madre Teresa de Calcutá, Gandhi e Malaia Yousafsai.

Também será aberta a exposição “Natal da Guerra e do Pós-Guerra nas Cores de Pedro Grilo”, que exibe cerca de 80 telas retratando paisagens natalenses sob o olhar do artista falecido em 2022.
O público assistirá ainda a encenação do encontro entre Vargas e Roosevelt, além de uma homenagem ao tenente José Carlos Silva, 100 anos de idade, que combateu pela FEB na Itália durante a Segunda Guerra.

Foto: Eider Miranda

Bye Bye Natal

A partir das 19h, a celebração aos 80 anos da Conferência do Potengi terá a encenação do musical “Bye Bye Natal”, escrito por Racine Santos, que narra a presença norte-americana na capital potiguar nos anos 40.

O evento será encerrado com uma apresentação da Sesi Big Band, sob a regência do maestro Eugênio Graça, interpretando clássicos da época que ganharam fama com as orquestras de Tommy Dorney e Gleen Miller, dentre outras.

Conferência do Potengi

A Conferência de Natal ou Conferência do Potengi foi uma reunião, em 28 de janeiro de 1943, entre o presidente brasileiro Getúlio Vargas e o então presidente dos Estados Unidos, Franklin Delano Roosevelt, que ao retornar da Conferência de Casablanca, decidiu visitar as instalações militares na região de Natal, que contribuíam principalmente com o envio de aeronaves e suprimentos para os frontes na África e Ásia na Segunda Guerra Mundial.

O histórico encontro entre os dois, a bordo de destroyer americano USS Humboldt atracado no porto de Natal, definiu os acordos que deram origem à Força Expedicionária Brasileira (FEB) e garantiram recursos para a consolidação da Companhia Siderúrgica Nacional Brasileira.

Complexo Cultural Rampa

O Complexo Cultural Rampa tem 2.800 metros quadrados de área construída, em um terreno de 11 mil metros quadrados com salas para exposições, banheiros, mirante, além dos píeres e deck.

Composto por dois prédios principais, o equipamento exibe o Museu da Rampa, com salas de exposições que resgatam temas ligados à presença potiguar na Segunda Guerra Mundial e que celebram a paz mundial. A obra do complexo teve orçamento inicial de R$ 7,6 milhões, com recursos do Ministério do Turismo, e contrapartida inicial do Estado totalizou R$ 3 milhões.

Programação

14h – Concentração para a saída do cortejo – Trampolim da Vitória ao Museu da Rampa
15h30 – Saída do Cortejo
16h30 - Recepção do cortejo e demais convidados, com distribuição de Botons, lançamento de revista em quadrinhos e Cordel sobre a Conferência do Potengi
17h20 – Pôr do sol com música – Joedson Sax
17h40 - Abertura da Sala da Guerra, da Sala da Paz e da exposição “Natal da Guerra e do Pós-Guerra nas Cores de Pedro Grilo”
18h20 - Encenação do grande encontro entre Roosevelt e Getúlio
19h – Musical – Bye, Bye Natal
19h– Apresentação da Sesi Big Band

SAIBA MAIS: Rampa: governo do RN assegura rompimento de acordo e Casa da Ribeira aguarda comunicado oficial

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.