OPINIÃO

Nota do Movimento Nacional dos Policiais Antifascismo no RN

O Movimento Nacional dos Policiais Antifascismo no Estado do Rio Grande do Norte vem através desta nota expressar o seguinte:

Repudiar veementemente os atos terroristas, criminosos, de depredação do patrimônio público e difusão fascista do ódio previamente planejados, organizados e realizados por uma caterva bolsonarista parte acampada próxima ao Quartel do Exército em Brasília/DF, parte vinda de vários Estados do Brasil em mais de uma centenas de ônibus, que atingiram com exacerbada violência os três palácios-sedes dos Poderes da República em Brasília/DF, no dia 8 de janeiro de 2023, uma semana após a posse festiva do Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, eleito por mais de 60 milhões de votos.

Desta forma, nós, do Movimento manifestamos nossa plena indignação diante de um dia de pesadelo, que se tornou um dos mais sombrios da realidade política e social brasileira e declaramos total solidariedade aos Presidentes: da República, da Câmara dos Deputados, do Senado Federal e do Supremo Tribunal Federal.

Outrossim, cobramos com rigor a responsabilidade penal, civil e administrativa dos envolvidos nos atos atentatórios à Democracia, ao Estado de Direito e ao Patrimônio Público mediante as medidas que se seguem:

a) Impeachment ou renúncia imediata do Governador do Distrito Federal Ibaneis Rocha;

b) Prisão imediata do ex-secretário de segurança pública, delegado de polícia federal Anderson Torres;

c) Prisão imediata, de todos os criminosos golpistas-bolsonaristas, seus financiadores e daqueles que deveriam ter agido de ofício foram lenientes;

d) Defendemos de forma intransigente que não haja, de forma alguma, qualquer tipo de anistia ao ex-presidente Bolsonaro e seus asseclas com igual tratamento aos golpistas-bolsonaristas diante dos crimes cometidos,

e)Queremos, no âmbito do Poder Legislativo, que sejam levados ao Conselho de Ética, das respectivas Casas Legislativas, tanto nas Assembleias Legislativas quanto no Congresso Nacional, por quebra de decoro parlamentar e consequente cassação, todos os parlamentares de extrema-direita, eleitos para a próxima legislatura, comprometidos com o bolsonarismo, que, de qualquer forma, tenham incentivado, defendido ou mesmo estimulado os atos golpistas que ocorreram em Brasília, ou, de alguma forma, financiado esses atos e protegido seus integrantes;

f) Por fim, manifestamos nossa disposição de combater todos e quaisquer atos golpistas , a fim de evitar o fascismo no país, estabelecendo tanto por meios virtuais quanto presenciais canais e redes de denúncia, em contribuição com as autoridades em nível estadual e federal para que atos infames como os ocorridos em 8 de janeiro jamais se repitam.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo