OPINIÃO

O ano zero do terrorismo fascista bolsonarista

 Será necessário, principalmente para os que se denominam de “progressistas” ou até de “esquerda”, muita reflexão sobre o que aconteceu domingo, 8 de janeiro. Ainda vai aparecer muita coisa que não sabemos. Mas há indícios. Coisas superficiais, mas que são reveladoras.

Eu assisti o documentário dos cineastas franceses Jules Clément Naudet e Thomas Gédéon Naudet, “O Ataque ao Capitólio”, documentário feito em 2021 e agora colocados no HBO Max e no Discoveri +, mostrando como aconteceu o assalto ao Capitólio, a sede do parlamento norte-americano, instigado e explicitamente apoiado pelo então presidente Donald Trump, cujo saldo fatal foi de um agente de segurança e quatro terroristas mortos.

Aqui estamos tomando conhecimento de que o assalto aos três poderes foi uma coisa organizada, planejada e com alto financiamento. Foi apoiada ostensivamente por segmentos, leia-se generais e oficiais do Exército; por empresários, grandes e pequenos, ligados a vários ramos da economia, mas com a participação mais firme do chamado agronegócio; por políticos que, de forma explícita ou não, impulsionaram esse movimento e deram o suporte político para ele; por segmentos do neopentecostalíssimo, principalmente pastores cooptados pelo fascismo cristão; por influenciadores de redes sociais que usaram e abusaram da fragilidade de controle dessas redes e expuseram seu apoio direto a esse assalto ao poder.

O que ficou claro é que o fascismo bolsonarista assumiu definitivamente sua face terrorista. Se antes esses animais atacavam as pessoas, agora o ataque voltou-se aos poderes da República. E está espalhado em várias cidades desse país. O que vemos agora é que quem se alinhou ao fascismo bolsonarista é terrorista. Terrorista.

No caso do RN, temos a nossa lastimável cota de terroristas, com a defesa do ato terrorista, feita explicitamente inclusive por representantes do povo. Esses amantes da Morte, tão corajosos antes do ato, agora se escondem num silêncio que não será aceito pela História. Alguns vão voltar ao ataque em breve, e é bom nos prepararmos para combater esses terroristas, principalmente expondo, nos termos da lei, suas ações deletérias, criminosas ou não, contra o Estado Democrático de Direito.

Aliás, um dos blogueiros mais reacionários da taba resolveu inovar e culpou o presidente Lula pelos atos terroristas e serve como base para os dementedores terroristas fascistas bolsonaristas inventarem novas e estapafúrdias “teorias”, tais como a de que, na verdade, “infiltrados comunistas” promoveram a anarquia fascista. A demência dessa nova seita está sendo inflada, ainda, por centenas de pastores evangélicos fascistas e isso não vai acabar tão cedo.

Esqueçam o termo “patriotários”, que nos remete a memes engraçados. Chamemos, a partir de agora, pelo que efetivamente são e isso não é mero discurso. Eram pessoas violentas, que aliás sempre foram violentas, e que agora estão sendo coordenadas e orientadas para se tornarem terroristas a serviço do fascismo. São delinquentes perigosos e se você estiver perto de um desses se resguarde e evite aproximação.

Daqui para frente só temos uma opção: defender o governo. E que esse governo, que adoraríamos que fosse progressista, amplie o leque de forças e se torne, pelo menos nesse primeiro momento, de efetiva união nacional em defesa da democracia.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo