Quem é Thiago Cartaxo, o deputado federal do RN que defendeu golpistas de Brasília
Natal, RN 20 de jun 2024

Quem é Thiago Cartaxo, o deputado federal do RN que defendeu golpistas de Brasília

11 de janeiro de 2023
3min
Quem é Thiago Cartaxo, o deputado federal do RN que defendeu golpistas de Brasília

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Desde 1º de janeiro o Rio Grande do Norte ganhou um novo deputado federal para um “mandato tampão” de um mês. Thiago Cartaxo (PODE), de Parnamirim, assumiu quando Walter Alves (MDB) deixou o cargo para assumir a vice-governadoria. Bolsonarista, Cartaxo fez campanha para o ex-presidente e saiu em defesa dos golpistas presos após a ação terrorista do domingo (8).

Cartaxo era o segundo suplente da coligação. Com a renúncia de Walter, quem assumiria o cargo seria o ex-senador José Agripino, que abriu mão de ficar na Câmara por apenas um mês. Com isso, o parnamirinense chegou à Brasília após receber 16.682 votos em 2018.

O novo deputado não esconde a relação com o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). Nesta semana, após manifestantes de extrema-direita serem presos por depredação às sedes dos Três Poderes, Cartaxo pediu a criação de uma Comissão Especial para analisar o tratamento aos detidos. 

Para justificar o pedido, ele citou “relatos” de que a alimentação dos presos não seria adequada e de que estariam sob más condições de higiene.

“Temos relato de que a alimentação dos manifestantes não é adequada, a questão também da higiene de onde eles estão. Eles estão num estado de vulnerabilidade, pelo que tem chegado até nós”, afirmou.

“Precisamos tomar atitudes diferentes com cada manifestante, nem todos que estavam presentes participaram de ações criminosas. Nosso mandato se preocupa com a democracia plena e por isso apresentamos o requerimento”, defendeu, nas redes sociais.

No primeiro turno, o deputado já havia declarado apoio no ex-presidente e em Rogério Marinho (PL) para senador. Depositou, ainda, votos em Julia Ferreira (PSDB) para deputada federal e Kleber Rodrigues (PSDB) para deputado estadual, após abrir mão de concorrer novamente à Câmara.

Em 30 de outubro, ainda levou uma bandeira do Brasil até a urna. Após a vitória do presidente Lula (PT), externou sua tristeza:

“Sou nordestino, sou parnamirinense e aqui, minha cidade [é] a única do RN que Bolsonaro ganhou bonito! Tenho orgulho daqui, mas tenho tristeza em ver meu Nordeste fazer a escolha errada! Desejo que Deus ajude os Governadores, Deputados e Senadores eleitos e ilumine os caminhos da nossa nação!”, comentou.

Ainda que a Câmara esteja em recesso (interrompido apenas para sessão extraordinária sobre a intervenção no Distrito Federal), Cartaxo tem direito a todos os benefícios do cargo, como o salário de R$ 39.293,32. Nove pessoas trabalham em seu gabinete. O parlamentar é filho da ex-vice-prefeita de Parnamirim, Elienai Cartaxo, que morreu em junho do ano passado.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.