Depois de morte de sagui, UFRN recomenda vacinação contra febre amarela antes de volta às aulas
Natal, RN 18 de jun 2024

Depois de morte de sagui, UFRN recomenda vacinação contra febre amarela antes de volta às aulas

28 de fevereiro de 2023
4min
Depois de morte de sagui, UFRN recomenda vacinação contra febre amarela antes de volta às aulas

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Com pelo menos um caso confirmado pelo Instituto Oswaldo Cruz (Fiocruz) de morte de sagui por febre amarela e um outro caso suspeito, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) recomenda que a comunidade acadêmica atualize o cartão de vacinação antes do retorno às aulas, programado para o dia 06 de março.

Em 2023, até 17 de fevereiro, 13 amostras de animais foram encaminhados para o Laboratório Central (LACEN/RN) provenientes de quatro municípios, sendo seis descartadas, um inconclusivo (amostra sem condições de análise laboratorial), cinco aguardando resultado laboratorial e uma confirmada, em Natal.

Em 2022, foram enviadas para o diagnóstico laboratorial da febre amarela um total de 50 amostras de Primatas Não Humanos (PNH), macacos, provenientes de nove municípios, sendo: 45 descartadas para febre amarela, quatro inconclusivos e uma confirmada, do município de Espírito Santo.

O Rio Grande do Norte não tem casos confirmados de febre amarela em humanos desde 1925. O sagui, assim como outros primatas (macacos), não transmite a doença, mas a presença desses animais, mortos ou doentes, é um sinal de que está ocorrendo uma circulação do vírus naquela localidade. Quem de fato transmite a febre amarela para o homem é o mosquito infectado.

Sintomas e Tratamento

Os sintomas da febre amarela são parecidos com o de outras arboviroses, como dor de cabeça e dor no corpo. Já os casos graves podem causar icterícia e hemorragia. A taxa de letalidade fica em torno de 30 a 50%. Não há um tratamento específico, apenas suporte aos sintomas, em ambiente hospitalar.

Vacinação

Assim como a maioria dos estados do Nordeste, o Rio Grande do Norte passou a ser área de recomendação de vacina desde 2020 devido à expansão da doença para novas áreas do país. A vacina da febre amarela foi implantada no estado em 2022. A cobertura vacinal gira em torno de 22%.

Pessoas entre 09 meses e 59 anos de idade devem se vacinar. Atualmente não há recomendação de dose de reforço. Se a pessoa já se vacinou contra a febre amarela alguma vez na vida ela está imunizada, mas caso não haja comprovação da vacina e a pessoa tenha dúvida se já tomou, ela pode se vacinar novamente.

A vacinação contra a febre amarela está disponível em todas as salas de vacina do país. Na UFRN, a vacinação também pode ser efetuada na Diretoria de Qualidade de Vida, Saúde e Segurança no Trabalho (DAS), de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h (sendo o atendimento de crianças menores de 9 anos realizado, exclusivamente, no turno da manhã). Já para pessoas com idade acima de nove anos, a vacinação ocorre nos dois turnos.

Notificação eletrônica

A Fiocruz criou o aplicativo SISS-GEO (Sistema de Informação em Saúde Silvestre), ferramenta desenvolvida pela Fiocruz/RJ para registro da vida silvestre, disponível no Android ou IOS (https://sissgeo.lncc.br/apresentacao.xhtml). O sistema é recomendado pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) porque possibilita uma comunicação simples e rápida.

"A vantagem do SISS-GEO é que as notificações já chegam georeferenciadas, o que facilita a coleta do animal, além de permitir a inserção de fotos, o que otimiza o trabalho. As notificações chegam praticamente em tempo real para o CIEVS e o Programa de Vigilância de Epizootias", detalha a bióloga no Núcleo de Endemias e Zoonoses da Sesap, Cíntia Higashi.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.