Clara Pinheiro é Clara Luz e lança EP com referência oitentista
Natal, RN 18 de jun 2024

Clara Pinheiro é Clara Luz e lança EP com referência oitentista

29 de março de 2023
3min
Clara Pinheiro é Clara Luz e lança EP com referência oitentista

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Clara Pinheiro agora é Luz. Com o novo nome artístico, a cantora e compositora lança o sexto trabalho, um EP homônimo, de conceito musical renovado. Disponível em plataformas digitais a partir desta quarta-feira (29), o show de estreia será sexta-feira (31), na sede cultural DoSol. A festa vai começar às 20h e terá participações de Simona Talma e Sarah Oliver. Ingressos a R$ 20.

“Pra percorrer novos caminhos com segurança é preciso iluminação”, Clara Luz justifica a mudança. Os sintetizadores marcam forte presença nas quatro faixas, lembrando o new wave que tomou conta da década de 1980.

Cyndi Lauper, The Weekend, Whitney Houston e Marina são referências para a potiguar, que manteve sua personalidade no som.

“Esse EP tem uma pegada mais disco, eletrônica, com muita referência dos anos oitenta. As músicas ainda falando sobre mim e minhas experiências de vida, mas musicalmente estou percorrendo novos caminhos”, detalha.

O material foi gravado nos estúdios DoSol, durante uma residência artística com os produtores musicais JF Santiago e Walter Nazário. O lançamento tem a assinatura do selo DoSol e Dale! Produções Culturais.

Faixa a faixa, por Clara Luz

1. Canto

“Essa música fala de um sentimento que em algum momento permeou a vida de TODAS as MULHERES.”

2. Painho

“É sobre minha relação com meu pai. Mas apesar de ser uma história particular, pode ser contada por outras pessoas, filhos de pais separados.”

3. Amora

“Conta a história do encontro amoroso entre duas mulheres, durante a pandemia.”

4. Solitude

“Solitude é a minha relação com o estar sozinha, a depressão e o divino.”

Sobre a artista

Clara Luz é cantora e compositora, mulher preta de periferia e mãe. Em 17 anos de carreira musical recebeu prêmios, gravou álbuns, participou de festivais, fez turnês pelo Nordeste e uma turnê/residência na Europa. Subiu aos palcos para cantar primeira vez à convite da banda de vanguarda Pangaio (2007), depois tomou a frente dos vocais da Orquestra Boca Seca por 14 anos (2007-2021) e iniciou seu trabalho solo com Clara e A Noite (2010), mesmo ano que ganhou o prêmio de júri popular do MPBeco. Em 2016, lançou junto com Simona Talma o espetáculo musical "Pássaros Proibidos” e, em 2020, lançou seu último trabalho solo de grande repercussão “VOLTE E PEGUE”, onde mescla música brasileira e tons eletrônicos para trazer um olhar contemporâneo sobre a ancestralidade.

Serviço | Lançamento do EP Clara Luz
Data: 31 de março (sexta-feira)
Horário: 20h
Local: DoSol (Rua Almira melo do amaral 1963. Potilândia)
Ingressos: https://www.outgo.com.br/clara-luz-na-sede-cultural-dosol

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.