Natal tem programação na Semana Marielle Franco; são cinco anos sem justiça
Natal, RN 27 de fev 2024

Natal tem programação na Semana Marielle Franco; são cinco anos sem justiça

13 de março de 2023
4min
Natal tem programação na Semana Marielle Franco; são cinco anos sem justiça

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O assassinato da vereadora carioca Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes completa cinco anos nesta terça-feira (14) sem solução do crime. Somando-se às reivindicações por justiça, Natal terá a “Semana Marielle Franco: metade de uma década é tempo demais”.

A programação inclui, na terça-feira, panfletagem, com oficina de cartazes e caminhada, a partir das 9h, no Centro de Convivência da UFRN. Na quarta (15), a partir das 10h, o Diretório Central do Estudantes (DCE) da UFRN faz distribuição e colagem de lambes.

Na quinta-feira (16), tem feijoada com samba na Escola de Ciências e Tecnologia (ECT). No mesmo dia, às 18h, o perfil do DCE no Instagram terá o debate “Os desafios das mulheres negras na política”.

A realização dessas atividades inclui o DCE/UFRN, o Adurn-Sindicato, Centro de Referência em Direitos Humanos da UFRN e Sindicato Estadual dos Trabalhadores em Educação no Ensino Superior.

No aniversário do crime, a terça-feira, o mandato da vereadora Brisa Bracchi (PT), realizará audiência pública na Câmara Municipal de Natal, às 10h30, com o tema “Cinco anos sem justiça por Marielle”. Às 17h, promove faixaço e bandeiraço no viaduto da Ponte Newton Navarro, sentido Praia do Meio/Redinha.

Programação:

Dia 14 (terça-feira)
9h - Panfletagem, oficina de cartazes e caminhada (Centro de Convivência da UFRN)
10h30 – Audiência pública “Cinco anos SEM JUSTIÇA por Marielle” (Câmara Municipal de Natal)
17h – Ato simbólico, com faixaço e bandeiraço (Viaduto da Ponte Newton Navarro sentido Praia do Meio/ Redinha)

Dia 15 (quarta-feira)
10h – Distribuição e colagem de lambes (DCE/UFRN)

Dia 16 (quinta-feira)
11h30 – feijoada do DCE (escola de Ciências e Tecnologia da UFRN)
18h - Debate “Os desafios das mulheres negras na política” (perfil no Instagram @dceufrn)

Caso
No dia 14 de março de 2018, a vereadora do Rio de Janeiro, Marielle Franco, foi assassinada em um atentado ao carro em que estava. O motorista Anderson Gomes também foi atingido pelos 13 disparos ao veículo e morreu. Na época, a parlamentar era voz ativa na luta contra a violência policial e as milícias e em defesa dos direitos humanos.

O ataque a Marielle e a Anderson ficou marcado como um atentado à democracia do país. O Ministério Público do Rio de Janeiro fez uma denúncia dos dois que alvejaram o veículo, e no ano de 2020 Ronnie Lessa e Élcio de Queiroz foram presos, acusados por duplo homicídio triplamente qualificado. No entanto, os mandantes ainda são desconhecidos.

Em fevereiro de 2023, o ministro da Justiça, Flávio Dino, determinou a abertura de um inquérito da Polícia Federal para colaborar nas investigações, a fim de solucionar o crime.

Data
Na quinta-feira (9), o presidente Lula (PT) encaminhou ao Congresso Nacional o texto do projeto de lei que cria o Dia Nacional Marielle Franco, a ser comemorado em 14 de março. Por se tratar de um projeto do governo, a matéria começa a tramitar na Câmara para depois ser avaliado pelo Senado.

Em 2022, como parte da Agenda Marielle Franco, diversos estados e municípios instituíram o Dia de Marielle. Em Natal, a data é denominada “Dia Marielle Franco de Enfrentamento à Violência Política contra as Mulheres Negras, LGBTQIA+ e periféricas”, a partir de uma lei proposta pela então vereadora Divaneide Basílio (PT).

A iniciativa prevê que no dia 14 de março “as autoridades municipais facilitarão a realização de divulgações, seminários e palestras nas escolas, universidades, praças, teatros e equipamentos do município em alusão ao assassinato da vereadora carioca que se tornou símbolo da luta contra violência de gênero no nosso país”.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.