Após pressão popular e de vereadores, Álvaro Dias recua e mantém as cinco linhas de ônibus excluídas das Rocas
Natal, RN 21 de mai 2024

Após pressão popular e de vereadores, Álvaro Dias recua e mantém as cinco linhas de ônibus excluídas das Rocas

7 de abril de 2023
3min
Após pressão popular e de vereadores, Álvaro Dias recua e mantém as cinco linhas de ônibus excluídas das Rocas

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A pressão dos moradores das Rocas surtiu efeito. O prefeito de Natal Álvaro Dias (Republicanos) recuou e anunciou quinta-feira à noite que vai manter as cinco linhas de ônibus excluídas do itinerário do bairro da Zona Leste. As linhas 51, 52, 46, 54 e 56 voltam a trafegar na região a partir da próxima segunda-feira (10).

Segundo Álvaro Dias, o retorno das linhas foi um compromisso assumido pelos empresários de transporte público com a secretaria de Mobilidade Urbana de Natal (STTU).

No entanto, o recuo tem relação direta com a revolta dos moradores e a atuação da bancada de Oposição na Câmara Municipal. Mesmo debaixo de chuva, um ato público foi realizado quarta-feira (5), no terminal rodoviário do bairro.

Reportagem da agência SAIBA MAIS publicada quinta-feira (6) mostrou que o terminal das Rocas passou por um processo de reforma em 2022 a um custo de R$ 256,7 mil, o que revela que a exclusão das linhas foi efetuada sem qualquer planejamento da gestão atual.

De acordo com o registro do município, a reforma estava 90% concluída em agosto do ano passado. A obra contemplava os serviços de pintura, adequação nas instalações elétricas, hidro sanitárias, acessibilidade e revisão da cobertura.

- O prefeito sentiu a pressão da mobilização popular e da luta pelo direito à mobilidade urbana para as classes trabalhadoras. Continuaremos cobrando a retomada dos serviços interrompidos. Só a luta vai mudar a situação do transporte publico de Natal, destacou o vereador Daniel Valença (PT).

 O deputado estadual Ubaldo Fernandes, cuja base eleitoral fica nas Rocas, comemorou a decisão, mas criticou a qualidade dos ônibus e a redução das linhas em outras regiões da cidade:

 "Quando o povo se mobiliza, a vitória vem! Essa decisão acontece porque fomos às ruas, redes socais e imprensa. Parabéns à gestão e empresários pelo acordo. Mas a situação é preocupante com frotas sucateadas e redução de linhas por toda Natal. Cobramos licitação já! A luta continua!", disse.

 O vereador Robério Paulino (PSOL) tem defendido de forma enfática a criação de uma empresa pública de transporte como alternativa para a crise do setor. O projeto chegou a tramitar em comissões, mas saiu de pauta em marco. Em entrevista ao Balburdia, dia 5 de abril, Paulino voltou a defender a ideia e disse que sem pressão popular nenhuma mudança pra melhor seria possível.

Natal e uma das únicas capitais do Brasil que não fez licitação para a contratação das empresas que operam a concessão publica de transporte.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.