Empresário é condenado por feminicídio em Natal; vítima foi executada quando saía de farmácia
Natal, RN 18 de jun 2024

Empresário é condenado por feminicídio em Natal; vítima foi executada quando saía de farmácia

24 de abril de 2023
3min
Empresário é condenado por feminicídio em Natal; vítima foi executada quando saía de farmácia

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O júri popular decidiu, nessa última quinta (20), condenar o empresário Franquinez Alves de Oliveira, de 47 anos, a 16 anos e 6 meses de reclusão em regime inicialmente fechado. Ele matou Rosângela Alves Soares, de 39 anos, quando ela saía de uma farmácia na Avenida Tomaz Landim, no bairro de Igapó, com disparos de pistola.

O crime ocorreu no dia 15 de outubro de 2021. Rosângela era técnica de enfermagem e tinha concluído um plantão em um hospital no bairro de Lagoa Nova. A vítima voltava para casa, em São Gonçalo do Amarante, quando parou na farmácia para fazer compras. Ela foi surpreendida ao retornar para o carro, no estacionamento. Ao abrir a porta do veículo, se deparou com Franquinez Alves de Oliveira dentro do carro, que efetuou os disparos. Dez tiros atingiram Rosângela na região da cabeça, pescoço e tórax, que morreu ainda no local.

O motivo

Pela denúncia apresentada pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), os dois tinham um caso amoroso, que foi encerrado quando o marido de Rosângela descobriu o envolvimento dos dois. Inconformado com o fim da relação, Franquinez decidiu matar Rosângela.

Na denúncia, o MPRN destacou que “o crime foi cometido mediante expressiva violência de gênero, contra mulher por razões da condição de sexo feminino, devido a uma relação extraconjugal que o denunciado manteve com a vítima, que chegou ao fim após o marido da vítima descobrir o envolvimento amoroso”.

Franquinez Alves de Oliveira está preso desde 13 de novembro de 2021, inicialmente por meio de mandado de prisão temporária, posteriormente, convertida em prisão preventiva. Pela sentença condenatória, Franquinez não tem direito de recorrer em liberdade.

Vítimas em 2023

No Rio Grande do Norte, uma mulher foi vítima de feminicídio em janeiro deste ano e cinco perderam a vítima nesse tipo de crime em fevereiro. A Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais da Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesed) não registrou casos de feminicídio no mês de março.

Em 2022, 16 mulheres foram vítimas de feminicídio no estado. No Brasil, a cada quatro horas, uma mulher é vítima de violência, de acordo com a 3ª edição do boletim “Elas Vivem: dados que não se calam”, lançado pela Rede de Observatórios da Segurança, que registrou 2.423 casos de violência contra a mulher em 2022, sendo que 495 deles foram feminicídios. 

No ano passado, São Paulo liderou as ocorrências (109) de feminicídio, seguido pelo Rio de Janeiro (103), Bahia (91), Pernambuco (59), Maranhão (57), Piauí (48) e Ceará (28). O levantamento não trouxe dados do Rio Grande do Norte. 

FEMINICÍDIOS NO RN

2022

Janeiro/ Fevereiro: 06 casos

2023

Janeiro: 01 caso

Fevereiro: 05 casos

Março: 0

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.