Escritores potiguares fazem lançamento coletivo neste sábado
Natal, RN 16 de jun 2024

Escritores potiguares fazem lançamento coletivo neste sábado

14 de abril de 2023
3min
Escritores potiguares fazem lançamento coletivo neste sábado

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Três escritores da Sociedade dos Poetas Vivos e Afins do Rio Grande do Norte apresentam, neste sábado (15), seus novos livros: Cantigas de Amor e Guerra, de Kalina Paiva; Rivustrada, de Christi Rochetô; e Etnomatemática, de Heldene Leicam.

O evento, às 18h, no Shopping Seaway (Av. Engenheiro Roberto Freire – Capim Macio), conta com apresentação de Leís Ferreira, voz e violão. O lançamento tem apoio da Juriti Produções e faz parte do Projeto Potiguar Literário da SPVA/RN, em parceria com o Seaway, visando apoiar o trabalho dos escritores norte-rio-grandenses.

Cantigas de amor e guerra, de Kalina Paiva

Sinopse: O amor, este sentimento que move poetas desde a Antiguidade, é a matéria-prima desta obra, perpassada por um delicado fio de referências à flor da pele. Como destaca o prefaciador, Diógenes da Cunha Lima, "O tom do livro é próprio do milagre lírico, destacando a consciência anti-guerra, seja ela qual for, e alumiando o humano, o amor, os sentimentos mais caros. [...] Aqui, estamos diante de uma celebração. É o rito da majestade da vida, do ofertório dos corpos e das almas."

Rivustrada, de Christi Rochetô

Poemas escritos no celular e na máquina de escrever — passado e presente imediato — onde o poeta revisita suas origens, suas paisagens interioranas, e as contrasta com a visão urbana do caminho para o trabalho visto pela janela do ônibus ou pelo ecrã do celular; viajando da memória (de um passado idealizado) ao presente — ao estar presente. O título é um neologismo que mistura rio e estrada, terra e água, a busca por uma palavra rica de afetos que soe como as coisas ditas lá no seu lugar de origem. A palavra “Rivustrada”, como a poesia em si, não precisa significar nada para dizer tudo que precisa dizer.

“Etnomatemática: uma perspectiva sociocultural em educação matemática”, de Heldene Leicam

O livro enfatiza a teoria numa prosa ilustrada com narrativas e diálogos de meninos caçadores na vivência da sua cultura enquanto utilizam de seus conhecimentos (etno)matemáticos, e suas inteligências múltiplas na arte de resolver os problemas da caça. Etnomatemática, e não apenas Matemática, tem origem nos termos: Etno, que designa todo o conceito de raça, nação, povo, refere-se ao contexto cultural; Matema, que vai na direção de explicar, de conhecer, de entender; e, Tica, que tem origem na palavra grega techne, que é a mesma raiz de arte e técnica. Portanto, designada como a "arte ou técnica de conhecer e explicar das diferentes etnias".

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.