Procon aponta queda em preço de combustíveis em Natal
Natal, RN 25 de jun 2024

Procon aponta queda em preço de combustíveis em Natal

14 de abril de 2023
4min
Procon aponta queda em preço de combustíveis em Natal

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Durante pesquisa de preço de combustíveis realizada em Natal na última segunda (10), o Instituto Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon Natal) encontrou queda no valor de quase todos os combustíveis em relação ao mês anterior. Em abril, as gasolinas comum e aditivada tiveram uma variação de -4,39% e -4,72%, o etanol também teve queda de -6,88%. Já o gás veicular teve alta de R$ 0,01, o equivalente a 0,12%.

O preço médio do diesel comum em abril está em R$ 5,93. A região com o maior preço é a Leste, onde o consumidor desembolsa em média R$ 6,08. Já a região com menor preço é a Sul, com o preço médio de R$ 5,83. A variação entre o maior e menor preço foi de 24,81%, o equivalente a R$ 1,31. O maior valor encontrado foi de R$ 6,59 e o menor foi de R$ 5,28, no posto Domingos, na Avenida Conselheiro Tristão, 609, no bairro da Redinha e no posto Pajuçara, na Avenida Moema Tinoco, s/n, bairro Potengi.

A gasolina comum teve este mês um preço médio de R$ 5,82, enquanto em março essa média era de R$ 6,09. A variação entre o maior (R$ 5,99) e menor preço (R$ 5,60) foi de 6,96%, a gasolina mais barata foi encontrada no posto Ribeira, na Avenida Rio branco, nº 180, no bairro da Ribeira. A região com o maior preço em média foi a Norte com R$ 5,89, já a região com o menor preço em média foi a Leste, com R$ 5,77.

Seguindo a tendência dos demais combustíveis, o etanol teve preço médio de R$ 4,56 em abril, enquanto em março esse valor era de R$ 4,90, o que implica numa redução de R$ 0,46. O menor preço foi encontrado no posto Brasil, na avenida presidente Bandeira, nº 1270, no bairro de Lagoa Seca. A região com o maior preço médio foi a Leste e a Sul, onde os consumidores pagam R$ 4,57 pelo combustível, já a região com o menor preço em média foi a Oeste, onde o etanol custa cerca de R$ 4,51.

Como o preço do etanol corresponde a 78,35% do preço médio da gasolina, pelos preços coletados, o Procon Natal orienta que não é vantajoso para o consumidor que possui veículo flex abastecer com álcool. O ideal é que esse percentual fosse de 70% do preço médio do etanol em relação ao da gasolina, isto é, o etanol teria que custar, em média, R$ 4,07, o litro para ser vantajoso.

O preço do gás veicular vem se mantendo estável ao longo dos últimos meses. Em janeiro e fevereiro o preço médio era de R$ 4,37, passando para R$ 4,38 em março. Em abril houve aumento para o consumidor de R$ 0,01 centavos por m3. O menor preço de R$ 4,32 foi encontrado no posto Santa Cruz, na Avenida Mario Negócio, nº 2298, no bairro das Quintas. A região com o menor preço em média foi a Oeste (R$ 4,37), as demais estavam com o preço médio de R$ 4,39.

Aumentos abusivos

Em março, o Procon Estadual notificou alguns postos de combustíveis, na capital e interior, por aumento abusivo de preços. Por causa da volta de impostos federais (PIS/ Cofins), alguns combustíveis tiveram os preços elevados. No caso da gasolina a alta foi de R$ 0,47 por litro, já o etanol teve aumento de R$ 0,02 no dia 1º de março. Porém, nesse mesmo dia a Petrobras anunciou uma redução de 13 centavos (3,92%). Mesmo assim, tanto em Natal quanto no interior do RN, o Procon Estadual identificou postos que reajustaram seus preços acima da margem considerada razoável.

De acordo com a direção do Procon, mesmo com a volta dos impostos anunciada pelo Ministério da Fazenda, os reajustes deveriam variar entre R$ 0,47 e R$ 0,60. Porém, foram identificados alguns postos com o preço da gasolina até R$ 1,30 mais alto, o que foi considerado abusivo, o que resultou em notificações.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.