Projeto Desaparecidos: Itep/RN lança plataforma online com informações de corpos não reclamados
Natal, RN 14 de jul 2024

Projeto Desaparecidos: Itep/RN lança plataforma online com informações de corpos não reclamados

12 de maio de 2023
Projeto Desaparecidos: Itep/RN lança plataforma online com informações de corpos não reclamados

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O Rio Grande do Norte conta com nova ferramenta para auxiliar a busca de pessoas desaparecidas. O Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep/RN) acaba de lançar uma página (www2.itep.rn.gov.br/sigep/public/listagem/desaparecidos) com dados de corpos identificados, mas que não foram reclamados por nenhum familiar para a respectiva liberação.

Em 17 de abril, a Agência Saiba Mais publicou reportagem mostrando que não havia qualquer sistema para divulgação de casos de desaparecimento no Rio Grande do Norte. Naquela data, o estado tinha 329 desaparecidos, sendo 80% negros (74,55% pardos e 5,45% pretos).

A nova plataforma faz parte do Projeto Desaparecidos, do Ministério da Justiça e da Segurança Pública, que consiste na coleta de materiais biológicos de familiares de pessoas desaparecidas, com o objetivo de realizar buscas no Banco Nacional de Perfis Genéticos (BNPG).

No Rio Grande do Norte, o Núcleo de Antropologia e Arqueologia Forense (Naaf) do Itep é o responsável pela execução desde 2021.

No site, os usuários podem encontrar uma lista de corpos que já foram identificados e estão sob custódia do órgão há mais de 10 dias. Serão fornecidas as iniciais do nome da pessoa, idade, sexo, município onde ocorreu o desaparecimento, data da morte e em qual unidade do Itep o corpo se encontra.

O objetivo dessa iniciativa é permitir que os familiares de pessoas desaparecidas possam verificar as informações e, caso suspeitem que um desses corpos seja de um parente, possam se deslocar até a sede do Instituto para fazer o reconhecimento.

"Essa medida visa ajudar as pessoas que estão em busca de entes queridos desaparecidos, permitindo que elas tenham acesso à informação sobre o que realmente aconteceu, além de evitar situações em que o Itep realiza o sepultamento de um corpo e, posteriormente, a família surge e, através de exames de DNA, confirma que o corpo inumado é de fato o seu parente desaparecido", explica o diretor do Itep/RN, perito criminal Marcos Brandão.

Para informações sobre o Projeto Desaparecidos, a população pode entrar em contato, em horário comercial, de segunda a sexta, através do (84) 99454-1091 (WhatsApp).

SAIBA MAIS: Mais de 300 potiguares estão desaparecidos, 80% são negros

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.