Potiguares se classificam para finais de breaking no exterior, mas participação é incerta por falta de patrocínio
Natal, RN 25 de jun 2024

Potiguares se classificam para finais de breaking no exterior, mas participação é incerta por falta de patrocínio

22 de junho de 2023
7min
Potiguares se classificam para finais de breaking no exterior, mas participação é incerta por falta de patrocínio

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Talvez você não ligue o nome à figura, mas o breaking é aquele estilo de dança bem conhecido pelos giros com as pernas pro ar e a cabeça pra baixo. O símbolo da cultura urbana, que nasceu junto com o hip-hop, também tem seus talentos em Natal. Eles passaram por seletivas com concorrentes do mundo todo e conquistaram suas vagas nas finais das principais competições de breaking mundo afora. Mas, depois de tanto nadar, podem morrer na praia por falta de patrocínio.

Michel Adriano, mais conhecido como Snookfu, tá com vaga garantida no Outbreak Europe, com disputas na Eslováquia, Holanda e Portugal. Ele passou por mais de 500 pessoas nas seletivas e está contando com a ajuda dos amigos e a contribuição dos admiradores da cultura hip-hop para conseguir viajar.

Comecei a participar dos campeonatos em 2008. Fiquei em 3° lugar com 10 anos de idade. Em 2016 vim pra Natal e entrei na crew/grupo Jesus Flava, que é uma das crews mais antigas e que se mantém em atividade no hip-hop potiguar. Em 2020 entrei pro Coletivo anggangranacrew, de João Pessoa, na Paraíba. Participo frequentemente de eventos e campeonatos, me destacando no Nordeste e, agora, no Brasil”, conta o atleta.

Snookfu I Foto: reprodução
Snookfu I Foto: reprodução

E olha só o currículo de Snookfu: Batalha do Chega que é Certo 1°Lugar 1x1 João Pessoa-PB 2023; Batalha Aniversário da Soul da Favela 3°Lugar Recife- PE 2023; Batalha do Sertão 1°Lugar 1x1 Araripina-PE 2023; Batalha feira da Fiart 1° Lugar 1x1 Natal- RN 2023; Batalha Hiphop Potiguar 1° Lugar 2x2 Natal- RN 2023; Batalha Gingas bboys e bgirl 1°Lugar 1x1 Caruaru -2022; Batalha da Coruja 1°Lugar 1x1 Natal-RN 2022; Batalha do Morro 1°Lugar 1x1 Natal- RN 2022; Batalha Um Passo por Rap 1°Lugar 1x1 Natal -RN 2022; Batalha da Jam Session 1°Lugar 1x1 Natal -RN 2022; batalha do Mar Grafith 1°Lugar 1x1 Natal -RN 2022; Batalha da Virada Cultural 1°Lugar 1x1 Natal -RN 2022; Batalha da Jam Session 1°Lugar 2x2 Natal- RN 2022; Capibaribe HipHop 3°Lugar Santa Cruz do Capibaribe -PE 2021; Rachado o Pé 1°Lugar 1x1 Caruaru- PE 2021; Rachado o Pé 1° Lugar Footwork Caruaru -PE 2021; Rachado o Pé 2°Lugar 2x2 Caruaru -PE 2021; Batalha Cypher de rua 1°Lugar  Natal- RN 2019; Batalha da zona 2°Lugar 2vs2 Natal -RN 2019; Batalha da zona 1° Lugar 1vs1 Natal -RN 2019; Batalha da roça 1° Lugar 1vs1 lagoa de roça -PB  2019; Batalha de roça 1°Lugar footwork  lagoa de roça- PB 2019; Batalha da roça 1°Lugar de crew logos de roça -PB 2019; Batalha Jampa rules 1°Lugar João Pessoa -PB 2018; Batalha Nós Por Nós 1° Lugar horizonte- CE 2018; Batalha da Juventude 1° Lugar em São Gonçalo do Amarante -RN 2018; e a Batalha Battle Cypher Natal 2 ° Lugar Natal RN 2016.

Mas, como as vitórias não são garantia de patrocínio, ele segue com a campanha no seu instagram pra conseguir levantar a verba suficiente para viajar para a Europa.

E quem também está nessa batalha é o amigo Rodrigo Silva, ou melhor, Brad The Kid, como é conhecido no universo do breaking.

Brad tem dois eventos pela frente, a final do “Quando as Ruas Chamam”, nos dias 18, 19 e 20 de agosto em Brasília, e o “Break The Hip in da Hop”, nos dias 1, 2 e 3 de setembro, na Bolívia. A vaga nas finais estão garantidas, difícil tem sido conseguir o financiamento para cobrir as despesas com a viagem.

“Já tinha tentado antes, passei por duas categorias, mas não consegui ir por falta de apoio financeiro. Fiz vaquinha, mas nem sempre a gente chega ao valor necessário pra cobrir os custos. Esse ano vou representar o Rio Grande do Norte num evento que é conhecido até internacionalmente e é realizado desde 2013/2014. Pra mim é importante para alavancar a carreira”, conta Brad, que recentemente começou a dar aulas de breaking em um estúdio de dança na zona sul de Natal.

Brad The Kid I Foto: cedida
Brad The Kid I Foto: divulgação

Como tudo que foge ao padrão, Brad conta que os atletas do breaking e adeptos da cultura hip-hop, de maneira geral, ainda sofrem com preconceito.

A zona norte de Natal é a região com mais grupos. Tento fazer vídeos para divulgar na internet e foi assim que consegui convites para julgar eventos e dar oficinas em outros estados, é um trabalho que levamos a sério. Ainda sinto preconceito de quem não tem um pensamento mais aprofundado do que é cultura, julga só pelo olhar. Hoje dou aula em um estúdio na zona sul e além de ensinar as crianças, a proposta é também mudar o pensamento dos pais”, revela.

Brad, no centro, com boné de aba preta I Foto: cedida
Brad I Foto: cedida

Olimpíadas 2024!

A expectativa dos atletas é ganhar mais respeito e visibilidade com as Olimpíadas de 2024, em Paris. Para quem ainda não sabe, o breaking passa a ser esporte oficial nos próximos Jogos Olímpicos e vai se juntar às novas modalidades que passaram a integrar a competição em Tóquio: o surfe, a escalada e o skate.

O Brasil já tem time fechado e os potiguares, infelizmente, não estão na lista. Mas, assim como aconteceu com outras modalidades que passaram a integrar o olimpo do esporte, quem sabe as Olimpíadas não abrem espaço para que o breaking e a cultura hip-hop ganhem a notoriedade que merecem tanto dentro das ruas, quanto fora delas.

Ainda sofremos preconceito dentro da sociedade, mas agora o Breaking tá nas olimpíadas, passando em vários canais... as pessoas tão vendo de outra forma”, aposta Snook Fu.

Como ajudar:

Snookfu:

www.vakinha.com.br/vaquinha/ajuda-para-outbreak-na-slovakia

Brad The Kid: 

Chave pix aleatória: e68d9ffe-4227-438c-9ad2-f6c61a5142ed

Chave pix email: [email protected]

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.