Crediamigo: Banco do Nordeste reduz em 21% taxa de juros para microempreendedores a partir de agosto
Natal, RN 24 de abr 2024

Crediamigo: Banco do Nordeste reduz em 21% taxa de juros para microempreendedores a partir de agosto

27 de julho de 2023
2min
Crediamigo: Banco do Nordeste reduz em 21% taxa de juros para microempreendedores a partir de agosto

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A partir do dia 1º de agosto, a taxa de juros mensal do Crediamigo vai passar de 3,2% para 2,53% ao mês, numa redução de 21%. Com isso, a direção do Banco do Nordeste (BNB) estima que o valor de empréstimos contratados aumente 30% em relação ao ano passado e alcance o valor de R$ 13 bilhões.

O Crediamigo é um programa do Banco do Nordeste de concessão de microcrédito para pequenos empreendedores das áreas urbanas que atende, além do Nordeste, parte de Minas Gerais e Espírito Santo.

Além da atual redução de 21%, a taxa de juros do Crediamigo pode ter uma queda ainda maior, caso o Banco Central (BC) reduza a taxa Selic, segundo o diretor de Planejamento do Banco do Nordeste, o potiguar Aldemir Freire.

Reprodução redes sociais

Reprodução redes sociaisA Selic é a taxa básica de juros da economia que, atualmente, está em 13,75% ao ano. O presidente Lula (PT) tem indicado publicamente que o diretor do Banco Central, Roberto Campos Neto, precisa reduzir a taxa para permitir o crescimento da economia.

"Entendemos o valor de cada centavo para quem busca apoio para iniciar ou expandir um empreendimento próprio. Essa expressiva redução de 21% na taxa de juros do Crediamigo fará uma diferença significativa no valor mensal pago pelo empreendedor. Estamos atentos ao mercado e, caso o Banco Central reduza a Taxa Selic, o Banco do Nordeste poderá diminuir ainda mais suas taxas de juros, beneficiando ainda mais os microempreendedores”, antecipa Paulo Câmara, presidente do BNB.

Campos Neto foi convidado por Paulo Guedes e indicado para presidir o BC em 2018 pelo ex-presidente Jair Bolsonaro. Ele é neto do ex-ministro do Planejamento Roberto Campos, que comandou a pasta entre 1964-1967, durante a ditadura militar.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.