Engorda: Idema garante emissão de licença para obra em Ponta Negra, sob condicionantes
Natal, RN 17 de abr 2024

Engorda: Idema garante emissão de licença para obra em Ponta Negra, sob condicionantes

25 de julho de 2023
5min
Engorda: Idema garante emissão de licença para obra em Ponta Negra, sob condicionantes

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema) emitiu, nesta terça-feira (25), o Parecer Técnico Final da Licença Prévia das obras de Engorda e Drenagem da Praia de Ponta Negra, e convocou a imprensa para apresentar o documento.

O Parecer Técnico aprovou a emissão da Licença Prévia – LP, apontando viabilidade ambiental para os projetos de Engorda e de Drenagem da Praia de Ponta Negra, com o prazo de cinco anos, conforme dispõe a Lei Complementar nº 272/2004 e suas alterações, desde que sejam cumpridas as condicionantes. A previsão é que a Licença Prévia seja emitida ainda nesta semana.

Entre os pontos elencados, estão que o empreendedor fica ciente que deverá apresentar no prazo máximo de 30 trinta dias a concepção da drenagem para o trecho compreendido entre o dissipador nº 14 e o Morro do Careca, bem como para o trecho da Via Costeira compreendido entre o Aram Natal Mar Hotel e o Serhs Natal Grand Hotel & Resort; que o empreendedor deverá apresentar no momento do pedido da Licença de Instalação e Operação, o projeto executivo detalhado da readequação do sistema de drenagem de águas pluviais da área de enrocamento e engorda da Praia de Ponta Negra, e informar as alternativas temporárias de mitigação dos impactos durante a fase de implantação do empreendimento para as atividades de navegação, pesca artesanal, comércio ambulante e os usos recreacionais da área de marinha.

De acordo com o Instituto, não há o que se questionar a respeito da importância da obra da engorda, porém, ela precisa ser feita de forma responsável, segura, transparente e participativa. “O Instituto entende a importância e a magnitude dessa obra para a capital e para o turismo do Rio Grande do Norte, mas somente com diálogo, exigência técnica e cumprimento à Legislação Ambiental, é que poderemos avançar no processo”, argumentou o diretor-geral do Idema, Leon Aguiar.

Foto: Danny Nunes

O Idema ressaltou também que a equipe técnica de licenciamento ambiental trabalhou, minuciosamente, com as análises das respostas enviadas pela Prefeitura de Natal e cumpriu o prazo estabelecido entre os representantes do município e os técnicos do Idema, para emissão do parecer.

“O Instituto Ambiental não só cumpriu os prazos estabelecidos em Lei, como antecipou ao combinado com a Prefeitura de Natal, após as análises da última Solicitação de Providências. Teríamos até o dia 30 de julho, mas conseguimos finalizar o Parecer no início desta semana”, disse Leon Aguiar.

Delegação de Competência

A respeito da concessão da delegação de competência por parte do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o Idema recebeu o despacho favorável para seguir com a análise do licenciamento ambiental, que trata da dragagem de sedimentos para alimentação artificial da Praia de Ponta Negra. Com assinatura do Acordo de Cooperação Técnica (ACT), realizada no dia 18 de julho, o Idema fica respaldado administrativamente e juridicamente para emitir a Licença Prévia.

A obra

A concepção do projeto de readequação do sistema de drenagem de águas pluviais da praia se refere ao ingresso da água da chuva sobre o chamado prisma praial da praia bem como sua compatibilização com a engorda.

A concepção do projeto de engorda consistirá na realimentação da faixa de praia de 4 quilômetros de extensão por meio da recuperação do prisma praial com a adição de material granular (areia), proveniente de uma jazida de volume máximo estimado de 6.850.809,00 m3, localizada em área marinha, localizada cerca de 1,5 quilômetros da linha de costa, nas imediações do bairro de Mãe Luiza.

Com relação à drenagem, a concepção apresentada consiste em permitir a descida das águas das chuvas de forma a causar o menor dano ao enrocamento (muro de contenção) e a engorda da praia, com a construção de dissipadores de energia nas descidas já existentes, permitindo a urbanização em condições técnicas sustentáveis, reduzindo os riscos de erosão. A solução preconizada pela Recuperação da Drenagem consiste na construção de 14 dissipadores de energia, projetados como "caixas de controle de vazão" nos locais onde já existem as descidas de água.

Informações: Parecer Técnico Final da Licença Prévia das obras de Engorda e Drenagem da Praia de Ponta Negra

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.