Prefeitura de Natal justifica derrubada de árvores na Jaguarari em nome da mobilidade urbana
Natal, RN 18 de jun 2024

Prefeitura de Natal justifica derrubada de árvores na Jaguarari em nome da mobilidade urbana

12 de julho de 2023
4min
Prefeitura de Natal justifica derrubada de árvores na Jaguarari em nome da mobilidade urbana

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Na segunda-feira (10), os moradores da avenida Jaguarari foram surpreendidos com o corte das árvores do canteiro central ​​da via. Sem nenhuma comunicação prévia, a Prefeitura iniciou a obra de intervenção na avenida para se formar um binário junto à rua São José.

Segundo a Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU), em até 90 dias o fluxo nas ruas São José e Jaguarari será modificado. A Jaguarari passará a ter sentido único em direção à zona Sul de Natal, enquanto a São José seguirá no sentido oposto, em direção ao Centro. 

As obras de adequação das vias para formação do binário incluem a retirada das árvores. A Secretaria alega que o corte se faz necessário para garantia da acessibilidade no local.

Em coletiva de imprensa realizada hoje (12), o diretor de planejamento da STTU Newton Filho afirmou que não é possível conciliar a obra com a permanência das árvores e do canteiro central.

O projeto apresentado, que transformará a rua em uma via de mão única, prevê a retirada do canteiro central para alargamento das faixas para passagem de veículos.

Segundo o diretor, “os projetos mostram que se permanecer o canteiro central não se pode fazer a acessibilidade”.

A coletiva foi realizada após protestos dos moradores e ambientalistas na terça-feira (11). O vereador Robério Paulino (Psol) chegou a se acorrentar em uma árvore para impedir sua retirada por parte da Prefeitura.

Esse corte, inclusive de pau-Brasil, é um retrocesso criminoso. Para a cidade avançar, não é preciso cortar árvores”, falou indignado o vereador, que também é professor e ativista ambiental.

A manifestação gerou suspensão temporária da obra. Mas na coletiva Newton Filho deixou claro que o corte das árvores “foi suspenso para a gente prestar os esclarecimentos, explicar o que devia ser implantado, e a gente deve retomar essas execuções, porque não há como cumprir as normas de acessibilidade sem que haja execução desse trecho”, afirmou.

Segundo a STTU, as vias passarão por obras também de reordenamento de calçadas e arborização. A pasta garantiu o replantio de árvores que foram e serão retiradas.

Jaguarari após retirada de árvores (Foto: Marísia Baesse)

De acordo com Newton Filho, mais de 100 árvores deverão ser plantadas no trecho entre a avenida 2 e a avenida Antonio Basílio. “Vai garantir inclusive conforto térmico para o pedestre, que é o principal objeto. A gente não deve plantar árvores para o carro, mas para o pedestre”, argumentou.

O ambientalista Pedro Baesse critica a falta de diálogo da Prefeitura com a população na implementação dessas obras: “desde o Plano Diretor o prefeito Álvaro Dias vem tomando uma postura antidemocrática”. “Não houve debate público para tratar desse caso da Jaguarari, nem das trincheiras, nem da engorda de Ponta Negra”, declara o ativista.

Segundo Baesse, o corte dessas árvores traz inúmeros prejuízos à cidade. “As árvores têm papel importante para redução da temperatura local, além de absorverem poluentes e melhorarem a qualidade do ar. Até na contenção da poluição sonora as árvores têm impacto”.

“No quadro atual de mudanças climáticas é essencial a manutenção e ampliação do número de árvores na cidade e não o contrário”, afirma o ambientalista. Por fim, ele é enfático: “O que vemos em Natal é uma política de eliminação de árvores”.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.