Governo do RN retoma entrega de cadeiras de rodas após oito anos
Natal, RN 16 de jul 2024

Governo do RN retoma entrega de cadeiras de rodas após oito anos

28 de agosto de 2023
2min
Governo do RN retoma entrega de cadeiras de rodas após oito anos

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A Secretaria da Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap) retomou a entrega de meios auxiliares de locomoção, como cadeiras de rodas, após oito anos. O serviço não era executado desde 2015 por conta de problemas na Justiça. A previsão é de que mais de 4300 itens sejam entregues dentro dos próximos meses. 

Ao todo, o investimento chega a R$ 11,1 milhões. Até o momento, já foram entregues mais de 660 itens, do rol de 44 tipos, entre cadeiras de rodas para adultos e crianças, cadeiras de banho, muletas, bengalas, parapodium’s, andadores e almofadas.  A retomada do trabalho, que é articulado pelo Centro Estadual de Reabilitação e Atenção Ambulatorial Especializada (Cerae-RN), se deu há pouco mais de um mês, com a finalização do processo de contratação aberto em 2022.

“Esse é um serviço dos mais bonitos e imprescindíveis que a saúde pública entrega ao povo. Finalmente, depois de muita luta, conseguimos retomar as entregas. E estamos trabalhando muito para que sejam todas feitas da forma mais rápida possível”, disse a secretária de Saúde, Lyane Ramalho.

A estimativa de compra via licitação foi elaborada para atender toda a fila de espera, com base na série histórica do banco de dados do Cerae. Cada pessoa que fez requisição de algum material nesse período deve procurar, no caso de morar no interior, a secretaria de saúde do seu município ou o centro de reabilitação mais próximo, para receber o meio auxiliar. 

No caso da Região Metropolitana de Natal, as entregas são feitas diretamente pelo Cerae, localizado na Avenida Alm. Alexandrino de Alencar, mediante contato pelos números 3232-9720 ou 3232-9739. Quem ainda não está na lista precisa iniciar o processo de requisição por meio das secretarias municipais de saúde, que regulam os pacientes de acordo com a demanda.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.