Por uma educação feita por muitas mãos
Natal, RN 20 de jul 2024

Por uma educação feita por muitas mãos

5 de agosto de 2023
5min
Por uma educação feita por muitas mãos

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Por Francisco do PT, professor e de deputado estadual/RN

Ninguém educa ninguém, ninguém educa a si mesmo, os homens se educam entre si, mediatizados pelo mundo.
Paulo Feire

Nos últimos anos o povo brasileiro teve seus principais direitos fortemente atacados. O Governo Lula recebeu uma máquina pública destruída e sem nenhum projeto de desenvolvimento para o nosso país. E em uma semana em que comemoramos o Dia Nacional dos Profissionais da Educação e o Dia Nacional do Estudante, não poderia de deixar de falar da grande importância da Educação para o desenvolvimento do Brasil.

Cito aqui duas importantes conquistas dos movimentos sociais, tanto dos profissionais da Educação quanto dos estudantes: a primeira trata da suspensão da implementação do “Novo Ensino Médio” que pretende sucatear o ensino dos nossos estudantes em todo o Brasil, prejudicando não somente o educando que teria o seu processo de aprendizagem destruído, impedindo-o de desenvolver seu senso crítico e sua formação cidadã ao ter suprimido de seu currículo escolar disciplinas como artes, filosofia e sociologia e a desvalorização de outras disciplinas importantes e fundamentais como história e geografia.

Importante ressaltar que para os Movimentos Estudantil e de Profissionais da Educação que essa conquista só será plena se houver a revogação total dessa “perversa” Reforma do Ensino Médio.

A segunda conquista trata da sanção presidencial do Programa de Educação em Tempo Integral (PEI) feita pelo Presidente Lula e o Ministro da Educação Camilo Santana na semana passada em Brasília e que contou ainda com a presença da nossa Governadora e professora Fátima Bezerra.

Enquanto a reforma do Ensino Médio desvalorizava o desenvolvimento integral dos estudantes, o Programa de Educação em Tempo Integral possibilitará uma maior valorização do processo de ensino-aprendizagem nas escolas públicas de todo o país, levando os estudantes a terem uma série de experiências dentro do ambiente escolar, valorizando ainda mais os profissionais da educação, não somente os professores e professoras, mas toda a cadeia de profissionais que fazem a escola acontecer muito além do ambiente da sala de aula.

Uma escola em tempo Integral e que valoriza uma educação integral de seus estudantes é capaz de expandir o olhar sobre o que Paulo Freire tanto criticava e a que ele chamava de “Educação Bancária”. Precisamos de escolas que valorizem as Bibliotecas e seus Bibliotecários; que incentive à leitura através de mediadores e mediadoras de leitura; que o esporte seja praticado dentro de uma lógica da brincadeira, da diversão, da saúde e não só num ambiente de disputa; que as artes sejam integradas as práticas diárias dentro das escolas, criando nos estudantes não somente o desenvolvimento artístico, mas também os psíquicos, motores e cognitivos e trazendo para todos os envolvidos repertórios de vida e de conhecimento vastos.

Uma escola valorizada é uma escola que valoriza seus estudantes e seus profissionais e devemos dedicar todos os nossos esforços, tanto no ambiente legislativo quanto no executivo, para melhorarmos cada vez mais as condições de ensino-aprendizagem em nosso estado.

Na condição de professor e Deputado Estadual me somo a todos os esforços das professoras Fátima Bezerra e Socorro Batista, Governadora e Secretária de Educação respectivamente, para alcançarmos cada vez mais índices de melhoria do ensino nas escolas do nosso estado. Programas importantes como o dos IERN’s já são um grande avanço que começa a ser concretizado em diversos municípios do Rio Grande do Norte.

Numa semana dedicada aos Estudantes e aos profissionais da Educação, reafirmamos o nosso compromisso com uma educação pública, gratuita e de qualidade. Em meu papel de Deputado Estadual e de Professor, disponibilizo todos os meus esforços e de minha assessoria para que Profissionais da Educação e Estudantes possam usufruir de seus direitos de forma plena, apresentando Projetos de lei como o da Escola Democrática e a lei do Grêmio Livre que respeitam a liberdade de pensamento de todos e todas que constroem o ambiente escolar; e ressalto ainda toda minha luta em defesa do piso salarial do Professores e Professoras e da valorização salarial dos demais profissionais da Educação.

Por fim, convido a cada um e cada uma a se somarem na luta pela valorização da Educação brasileira, ocupem os espaços de discussão em conselhos escolares, Grêmios e as galerias das Casas Legislativas e que de forma propositiva e qualitativa consigamos avançar cada vez mais na melhoria do ensino público do nosso país.

No próximo dia 9 de agosto, como propositura de nosso mandato, realizaremos uma Audiência Pública na Assembleia Legislativa em Homenagem ao Dia do Estudante e na mesma ocasião lançaremos a cartilha do Grêmio Livre, reafirmando nosso compromisso com a democracia participativa e com os estudantes de todo nosso estado.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.