Após briga entre vereadores de Natal, parlamentar diz que vai solicitar imagens da TV Câmara
Natal, RN 24 de abr 2024

Após briga entre vereadores de Natal, parlamentar diz que vai solicitar imagens da TV Câmara

8 de setembro de 2023
3min
Após briga entre vereadores de Natal, parlamentar diz que vai solicitar imagens da TV Câmara

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Depois de uma briga que paralisou a sessão da Câmara Municipal de Natal na última quarta-feira (6), o vereador Herberth Sena (PSDB) afirmou que vai solicitar as imagens gravadas pela TV Câmara e entrar com requerimentos na Justiça e na Comissão de Ética da Casa.

A discussão aconteceu entre Sena e Robson Carvalho (UNIÃO). O motivo foi a votação de um projeto que alterava a Lei Orgânica do Município, da qual o parlamentar do PSDB era contra e Carvalho, a favor.

A emenda proposta prevê que um vereador não perde o mandato caso assuma interinamente, como suplente, um outro mandato de deputado, pelo tempo que durar o afastamento ou a licença do titular.

Em declaração publicada nas redes sociais, Sena não citou o nome de Robson Carvalho, mas confirmou a briga.

“Em nenhum momento agredi ou troquei tapas com colega vereador. Infelizmente, por questionar uma votação que a meu ver estava errada dentro do Regimento Interno dessa Casa Legislativa, fui agredido e não posso aceitar ser agredido e desrespeitado por ninguém”, afirmou. 

“Estamos encaminhando um ofício para que a TV Câmara disponibilize as imagens e que possamos aqui entrar com os nossos requerimentos junto aos órgãos de Justiça e da Comissão de Ética dessa Câmara Municipal”, completou.

Já segundo Carvalho, a discussão ocorreu porque, inicialmente, haviam 18 vereadores presentes no plenário, abaixo do quórum mínimo de 20. Depois, mais parlamentares chegaram e o número foi batido. Sena, de acordo com o parlamentar do União Brasil, teria causado tumulto a partir disso.

“Posteriormente, o Vereador Sena tentou tirar uma foto da ata do livro de presença, que contava com 19 assinaturas naquele momento, agindo de má-fé para obter uma prova ilegal. Diante disso, uma nova votação nominal e verificação de quórum foram solicitadas, confirmando a presença de 23 vereadores, com 20 votos a favor do projeto, uma abstenção e dois votos contrários”, disse.

“Ao perceber a tentativa de obtenção de uma prova ilegal, afastei o celular do Vereador Sena e, em seguida, fui empurrado por ele. Em resposta instintiva, reagi ao empurrão. A confusão foi prontamente controlada pelos demais vereadores presentes”, afirmou.

Nas imagens da TV, a câmera está direcionada apenas à Mesa Diretora. Quando um bate-boca começa, do outro lado do plenário, o vereador Klaus Araújo logo suspende a sessão por 10 minutos. O áudio é cortado e é possível ver Robson Carvalho sendo retirado do local por outros colegas.

Depois do desentendimento, a matéria foi votada nominalmente e recebeu 20 votos a favor, 2 contra e uma abstenção, sendo aprovada.

Procurada, a assessoria de Robson Carvalho afirmou que o parlamentar vai descansar com a família no feriado e retorna às atividades a partir da segunda (11). Não recebemos retorno da assessoria de Herberth Sena até a publicação desta matéria.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.