Atriz potiguar Badu Moraes vive protagonista em “Agreste” e se emociona com novo trabalho
Natal, RN 24 de abr 2024

Atriz potiguar Badu Moraes vive protagonista em "Agreste" e se emociona com novo trabalho

7 de setembro de 2023
2min
Atriz potiguar Badu Moraes vive protagonista em

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A atriz potiguar Badu Morais é a protagonista de “Agreste”, filme de Sérgio Roizenblit, baseado na peça, de mesmo nome, do pernambucano Newton Moreno. O longa estreou nacionalmente quarta-feira (6), durante o 27º Festival Audiovisual de Recife (Cine PE). A distribuição nacional será da Pandora Filmes.

Na obra, a potiguar dá vida a Maria, uma jovem sertaneja  que está prometida a um casamento arranjado. A mocinha muda o rumo de sua história quando conhece Etevaldo, interpretado pelo cearense Aury Porto, os dois se apaixonam e fogem. O sertão árido baiano é o cenário para essa história de amor, superação e intolerância. 

Badu nasceu em Natal, é atriz, cantora e preparadora de elencos. O currículo da potiguar é extenso. Ela protagonizou o curta-metragem brasileiro “Céu de Agosto” que recebeu uma menção honrosa do júri especial do Festival de Cannes, na França, um dos maiores festivais de cinema do mundo. Além disso, a cantora participou de diversos espetáculos teatrais e musicais e integrou o elenco do filme “Mãe” de Cristiano Burlan. 

A atriz se diz emocionada com o novo papel:

“Me sinto feliz, é um novo ciclo que se inicia exatamente 4 anos depois da primeira diária que foi em 7 de setembro de 2019, então tá sendo emocionante!”, diz. 

Para viver a personagem, a natalense precisou fazer uma preparação de duas semanas na fazenda Quixabá, em Curaçá, na Bahia. Viver essa imersão foi uma experiência importante para o elenco. Poder estar em um quilombo e serem recepcionados pelos donos da casa, fez com que Badu e elenco se tornassem uma família.

“A gente se misturou e se emaranhou e ali construímos uma família”, completa. 

Ainda na criação de Maria, a potiguar precisou ouvir e conhecer histórias similares com tudo o que a personagem viveu. Badu conta que precisou mergulhar de cabeça na personagem criada por Newton Moreno.

“Maria é uma personagem que retrata a vivência de muitas mulheres que cresceram em lares com uma criação rígida e violenta. Ela nutre os sonhos mais profundos de protagonizar sua própria história”, finaliza. 

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.